Resenha de Melhor que Chocolate, Laura Florand
CampNaNoWriMo 2015: outra competição, dessa vez de escrita
The Wattys: a competição anual do Wattpad




30 de dezembro de 2015

Top 5: Leituras babadeiras de 2015 (By Aline)


Oi gente!
Caraca, o que foi esse ano hein?! Não consigo acreditar que já estamos vestindo branco de novo e eu estou aqui mais uma vez, abismada, selecionando as minhas melhores leituras desse ano! 

Esse ano foi difícil. Eu trabalhei demais, passei tempo demais me preocupando com coisas que não eram a minha felicidade e quando fui ver, PA! Estava presa em uma vida que eu não queria. Quando a gente não está fazendo o que gosta, aquela vontade louca de fazer o que ama vai diminuindo e você se vê fazendo nada. Sem vontade de fazer o chato e sem pique para fazer o legal. Eu fiquei nessa e acabei diminuindo as leituras por falta de tudo. Mas, mesmo assim, consegui ler mais do que no ano passado e mais algumas coisas bacanas!
  • Li vários títulos estrangeiros que estavam na minha lista (e outros que comprei na sorte e viraram minhas paixões!)
  • Títulos que estavam há séculos imaculados na estante? Li esses também!
  • Ganhei livros sensacionais e que foram uma alegria sem tamanho de ler!

Eu estou devendo resenhas para vocês de grande parte desses títulos. Creio que  começarei 2016 zerada, para não correr o risco de acumular novas resenhas e então assim que tiver uma folguinha, eu posto as restantes.
Durante o início do ano eu anunciarem novas mudanças por aqui e nas redes sociais. Então, espero ver vocês na nossa página no Facebook, no Instagram e Twitter!
Agora sem mais delongas, confira as minhas cinco escolhas medalhistas de ouro desse ano + links de resenha e compra.

5º Lugar: 8 Segundos, de Camila Moreira
Clique AQUI para conferir a resenha completa!

Olha quem está aqui no meu top 5 pela segunda vez seguida! Gente, a Camila Moreira escreve os melhores romances, fala sério! No ano passado foi O Amor Não Tem Leis e esse ano a Camila e a Suma de Letras trouxeram esse sensacional título que é 8 Segundos. Mais uma vez, a autora provou que os finais felizes que ela cria são penosos de alcançar, porém, isso não quer dizer que o caminho até eles não será divertido. O livro conta a estória de Pietra, uma patricinha da cidade que aceita a proposta de seu pai para passar um tempo na fazenda da família, em troca que um apartamento em Paris. Ela está crente que vai tirar de letra, até conhecer o rústico e mega lindo veterinário, Lucas Ranger. Ambos se tornam o joguinho do outro e quando o amor aparece, o casal está mais cercado de segredos do que imaginam.
Destaque para as personagens principais da Camila que são sempre a representação da mulher brasileira. Lindas, determinada e independentes. 8 Segundos é o romance com cowboys, com casais totalmente opostos, com segredos de cair o queixo que eu indico a todos os leitores que ainda não leram nada do gênero ou só títulos gringos.  

4º Lugar: O Rei, de J.R. Ward (Irmandade da Adaga Negra #13)
Clique AQUI para conferir a resenha completa!

Como eu esperei por esse livro! E só quando peguei essa bíblia na mão que eu percebi que na verdade, eu estava esperando o meu fim #drama
A Irmandade da Adaga Negra é uma das minhas série favoritas de todas e a minha paranormal mais amada. Quando eu soube que o Rei teria um novo livro (seguido da perfeição sem tamanho que foi Amante Finalmente), eu sabia que coisa fácil não era, mas meus parabéns a J.R. Ward e a todos os envolvidos por me fazerem conhecer o verdadeiro sofrimento.
Em O Rei, Wrath, o rei dos vampiros passa por uma fase longa de mudanças em sua vida como lutador da Irmandade e rei. A Glymera, aristocracia dos vampiros já não crê na eficácia dele como o rei após ataques a raça e dá forças a traidores que desejam derrubá-lo do trono. Em meio a tudo isso, Beth, sua companheira e rainha mestiça alimenta um desejo forte de engravidar e sem que Wrath saiba, faz o que pode para que isso aconteça. O problema é que ele não sabe, e que um herdeiro do trono pode trazer tantos problemas para a segurança de todos, quanto alegrias.
Essa série é narrada em terceira pessoa, então tivemos uma porção de estórias paralelas, que também foram de matar. A Warden nunca deixou a desejar em nenhum livro dessa série, então vou me repetir aqui: O Rei foi uma jornada (porque essa bença é grande viu!) sobre amor incondicional, sacrifícios e renovação para os livros que estão por vir e uma jornada SEN-SA-CI-O-NAL! E que eu amei os sombras e a nova série Black Dagger Legacy tanto quanto eu amo essa!

3º Lugar: Souls Unfractured, de Tillie Cole (Hades Hangmen #3)

Vamos começar com o primeiro pedido de perdão. 
Gente, eu li os dois primeiros livros da série Hades Hangmen na velocidade do créu (que na zl é mais rápida do que a da luz) exatamente porque eu estava com febre e dores pelo corpo para ler o terceiro volume, que é Souls Unfractured. Acabou que eu não escrevi resenha de nenhum. Mas como em 2016 sairá 0 4º volume, eu vou amar reler tudo com calma e contar o que eu achei para vocês, tá?
Bem, vamos ao que interessa. Souls Unfractured entra na mesma categoria que Real Ugly e Get Bent, da C.M. Stunich (e que estiveram no meu top 5 do ano passado) estão. PESADO. 
A série conta sobre os integrantes de um clube de motociclistas que por lance do destino teve sua história atravessada pela de um culto religioso criminoso. No primeiro livro o presidente do clube, Styx, liberta uma das reféns, Mae, do culto, que conheceu quando era criança e nunca mais esqueceu. No segundo, o clube invade a instalação do culto e liberta outras duas companheiras da Mae, Layla, sua melhor amiga e Maddie, sua irmã caçula. Souls Unfractured é o livro de Maddie e Flame, um integrante dos Hades Hangmen mais conhecido por seu descontrole mental, que o tornou o mais recluso e um dos mais temidos dentre eles, mas que acima de tudo o que sofreu, daria sua vida para manter Maddie em segurança.
O tipo de "os opostos se atraem aqui" é de outro nível. Maddie é frágil e tudo o que conheceu na vida até a arrastarem para fora de seu lugar "seguro" foi o culto. Flame teve um passado tenebroso e foi resgatado por um dos irmãos do clube, desde então sua vida é matar e morrer por eles. Desde a infância, Flame é diferente das outras crianças com um pai rígido e religioso, sua condição foi encarada como algo ruim, o que o fez acreditar que era verdade. Durante toda a leitura, Flame tenta afastar Maddie de si porque acredita que fará mal a ela, porém, com um passado e limitações tão delicadas quanto as dele, Maddie se torna o alicerce que ele nunca teve.
Eu amo esse livro. A Tillie Cole é a minha mais nova autora favorita e nesse 2016 de Meu Deus vocês vão ver muitos títulos dela por aqui. O enredo foi meticulosamente estudado e é tão diferente de tudo o que eu já li que estou completamente viciada. Tem muito sofrimento, muita maldade na vida de cada personagem, mas a autora conseguiu criar um paraíso em meio ao caos e eu AMO ISSO!

2º Lugar: Something For The Pain, de Victoria Ashley (Pain #2)
Clique AQUI para conferir a resenha completa!

Quer encontrar as melhores leituras gringas? Fique de olho nos teasers soltos pelos autores durante as semanas de divulgação. Como em Souls Unfractured, eu conheci Something For The Pain graças aos trechos que alguns blogs gringos estavam liberando para divulgação. Não vou mentir, a capa me venceu tão rápido quanto eles (tem o Insta do modelo de cada lá no link da resenha, depois confira do que eu estou falando). E como sempre, eu nunca espero muito de lançamentos que eu não estava esperando ansiosamente. Acabou que esse livro é babadérrimo, com a Victoria Ashley envolvendo um assunto tão comum e bonito com romance tão quente e liberal!
Alex e Tripp são melhores amigos de infância. Desde cedo ambos sofreram perdas e traumas muito grandes e a amizade de rocha que tem é o único lugar seguro que conhecem. Com o passar dos anos, a companhia dos dois evocou um novo sentimentos, mas que ambos temiam demais aceitar e acabar colocando tudo o que tem em risco. Até Tripp se envolver em um relacionamento aberto com Lucas, e convidar Alex para morar com eles. Durante um ano, eles podem ficar com quem quiserem e aproveitar ao máximo, para depois decidirem se assumem um compromisso sério. Vendo que talvez essa fossa a única chance de provar a Tripp como seria uma vida "além da amizade", Alex aceita o risco, tendo em mente que aquela experiência chegaria ao fim e eles seguiriam em frente. Mas nenhum dos dois quer isso.
A Victoria Ashley é babadeira. Teve a pachorra de misturar aquela amizade que vira amor e que já aconteceu na vida de todo mundo (na sua também que eu sei!) entre um casal lindo e sexy, cheio de tensão sexual e sentimentos que vão muito além do sexo. Eu gostei demais de como o amor já existia antes dos dois se permitirem. Agregou um fundo de intimidade que só conseguiu deixar essa leitura mais brilhante!
Foi simples, mas não foi nada esperado! Bicha a senhora é medalhista de prata, hein!

1º Lugar: Breakable, de Tammara Webber (Contornos do Coração #2)

EBAAA! Chegou aquela época do ano que eu começo a ruminar sobre Easy, sobre como o Lucas é perfeito e como a Tammara Webber é maravilhosa. Só que dessa vez, eu venho para entregar o troféu desse ano para outro título! Eu soube quando a Tammara comunicou que escreveria um POV do Lucas que o meu fim estava próximo. Easy é muito denso por ser narrado pela Jacqueline, personagem que sofreu o grande trauma do enredo, porém, o Lucas também tem uma história muito profunda e que eu amei demais conhecer.
Não vou fazer resumo aqui, porque posso acabar dando spoiler de algum dos dois primeiros livros da série Contornos do Coração e eu não quero isso. Quero que você leia, olhe para as estrelas e faça a seguinte prece: Deus, manda um Landon Lucas pra mim, vai! Nunca te pedi nada!
Nesse livro, eu percebi o quanto o Lucas sofreu até finalmente conhecer a Jacqueline e como ele não desejava que o seu passado ruim se misturasse com o presente promissor que ele tinha. A leitura é linda e muito emocionante mesmo, nos apresenta muitas pessoas do passado do Lucas que aparecerão nos próximos livros da série, como o Boyce e a Pearl, além de todo o processo de superação de traumas, que foi a fonte de onde o Lucas entendeu e apoiou a Jacqueline após o acontecido com ela tão bem.
Breakable só me fez amar mais o Lucas e a Jacqueline e confirmar como os dois mereciam ficar juntos em um lindo felizes para sempre!

Meta de leitura para 2015: 35 livros
Livros lidos em 2015: 22 livros #fail


Changing His Game, de Justine Elvira  O Rei  (Irmandade da Adaga Negra #14), de J.R.Ward  Vai Sonhando!, de Megan Maxwell  Exposta (Apenas Uma Noite #2), de Kyra Davis  Inseparáveis (Apenas Uma Noite #3), de Kyra Davis  Breakable (Contornos do Coração #2), de Tammara Webber  8 Segundos, de Camila Moreira  Melhor que Chocolate (Amor e Chocolate #1), de Laura Florand  Get Bent ( Hard Rock Roots #2), de C.M. Stunich  Priest (Priest #1), de Sierra Simone  It Ain't Me Babe (Hades Hangmen #1), de Tillie Cole  Souls Recaptured (Hades Hangmen #2), de Tillie Cole  Souls Unfractured (Hades Hangmen #3), de Tillie Cole  Príncipes Encantados Também Viram Sapos, de Megan Maxwell  Amante da Fantasia (Dark Hunters #1), de Sherillyn Kenyon  The Starlight Rite, de Cherise Sinclair  O Risco (A Aposta #3), de Rachael Van Dyken  Something For The Pain (Pain #2), de Victoria Ashley  A Flor Da Pele (A Flor da Pele #1), de Helena Hunting  Amante Finalmente (Irmandade da Adaga Negra #13), de J.R. Ward (Reli)  Tudo Pode Acontecer, de Will Walton  Orlin's Fall (Planetary Submissives #2), de Amber Kell

Gente, não gosto de dizer que eu fracassei porque sou de gêmeos e jamais vou admitir eu li tantos títulos maravilhosos e novos, sabe? E li muito em inglês, estou muito orgulhosa de mim. 
Porém, como eu sei que as coisas não mudam sem esforço, eu vou manter a minha meta desse ano, de 35 livros, para 2016. Quando eu bater essa meta, eu aumento! 

Um muito obrigada a todos os leitores que acompanharam o RomanticLit durante esse ano! Espero que as nossas resenhas tenham convencido vocês a dar uma chance a aquele título! Aguardamos vocês por aqui em 2016 e todos os anos por vir!

Qual era a sua meta de leitura para esse ano? Conseguiu bater? Nos indique os seus títulos favoritos de 2015!

Beijos e um feliz ano novo!
Aline Azevedo

0 comentários:

Postar um comentário

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo