Lançamentos Internacionais 2018: Janeiro
Resenha: Simplesmente Ana, Marina Carvalho
Resenha: Swag, Cambria Hebert




2 de fevereiro de 2018

Autores Parceiros: Drica Bicarello



Oi gente! Tudo bem?
Esse post cheio de alegria é para anunciar a parceria do Romantic Lit com mais uma autora maravilhosa, a Drica Bicarello!
Sério, eu estou feliz demais e espero que seja uma experiência maravilhosa para todos os lados envolvidos!

Confira alguns dos títulos da Drica e um pouco mais sobre a autora:

Saga Radegund


A Saga histórica Radegund é ambientada no final do século XII e tem início nos últimos dias de domínio cristão sobre a cidade de Jerusalém. Radegund, a protagonista, vive como um homem e luta como mercenária a serviço do exército cristão na pele do soldado Raden. Sua vida acaba entrelaçada com a de quatro pessoas completamente diferentes dela e umas das outras. O cavaleiro mestiço Mark al-Bakkar, que carrega no nome e na pele as marcas dos dois lados do conflito. Ragnar Svenson, um mercenário norueguês exilado de sua terra; Leila bint Bharakat, uma jovem sarracena, filha de um rico mercador, e Gilchrist O’Mulryan, um cavaleiro irlandês com estranhos dons. O primeiro livro, REINO DOS CÉUS, começa contando a história deste encontro e também do amor que surge entre Ragnar e Leila. Um amor que vai desafiar a guerra, as diferenças religiosas e as intrigas e traições. Planejada para 6 romances, a saga atualmente possui 3 livros publicados, listados abaixo. 

APRESENTAÇÃO: 
1187 – Jerusalém Radegund. De órfã a mercenária; da Normandia, às exóticas paisagens da Palestina. Há muito tempo ela se curvou ao seu destino. Levando uma vida dupla, privada da própria identidade, essa estranha mulher aos poucos irá contando sua história, envolvendo o leitor numa fascinante aventura épica. Sombria, melancólica, solitária. Algumas vezes, suave e sensível. Noutras, fria e inflexível. Radegund jamais se encaixa nos papéis de vítima ou de heroína. Forjada pela necessidade e lapidada pelas circunstâncias, ela vai enfrentar o destino que espreita os invasores francos da Terra Santa. A inexorável derrota Saladino. E ao longo desta surpreendente jornada, contada ao longo de seis romances, ela vai descobrir que nenhum segredo dura para sempre. 

#1 - REINO DOS CÉUS - E-book - Físico
#2 - FOGO VERMELHO - E-book - Físico
#3 - A CRUZ E O CRESCENTE E-book - Físico
#4 - O DESPERTAR DO DRAGÃO - INÉDITO 
#5 - CORAÇÕES SOMBRIOS - INÉDITO 
#6 - SENHORA DOS DRAGÕES - INÉDITO


Oportunidade (Sem Lei #1)


Sinopse: Mari Esteves e William Dib. Dois profissionais jogando um jogo perigoso.


No calor do Rio de Janeiro, uma trama que envolve dinheiro, sexo, drogas, poder e uma arma capaz de causar destruição em massa.



Uma corrida contra o tempo. Um jogo de gato e rato. Uma história onde nada é o que parece. Uma atração explosiva entre dois lados opostos.



O primeiro contato de Mari com o sujeito conhecido como Dib foi o pior possível. Com a carreira e a reputação colocadas em jogo, ela se vê no meio de uma trama surreal e precisa confiar exatamente no homem que foi responsável pela morte de seu parceiro.



Sequestros, queima de arquivos, pistas forjadas, agentes duplos... Dib já havia encarado de tudo em sua vida, menos uma química tão intensa quanto a que aconteceu quando seu caminho cruzou com o da agente Mari Esteves. Seu maior desafio agora é convencer a obstinada Mari de que deve confiar nele, apesar do que aconteceu com seu parceiro.


Comprar: E-book - Físico

Recomeçar: Conto


Sinopse: Carina deixou sua vida para trás e buscou refúgio numa vila de pescadores no litoral de São Paulo. Perdida entre o mar e a serra, a minúscula Pindorama do Sul é o refúgio perfeito para uma mulher com o coração cansado de sofrer buscar um recomeço.

Comprar: E-book

Sobre a autora


Carioca, morando fora do Rio há muitos anos, escritora desde a adolescência, Drica começou a divulgar seu trabalho nos fóruns especializados da internet, ainda na época da rede Orkut.

 Publicou o primeiro livro da saga Radegund, "Reino dos Céus", em 2009, de forma independente pelo Clube de Autores. Em julho de 2010 foi a vez do lançamento do segundo livro da saga, "Fogo Vermelho", que foi primeiro lugar no 2º Prêmio de Literatura Contemporânea Clube de Autores. Em agosto de 2010 a autora participou, a convite do Clube de Autores, de uma das mesas de debate promovidas na Casa do Autor, durante a FLIP, juntamente com a atriz e escritora carioca Pietra Von Brecht. O tema foi o mercado independente no Brasil.

 Depois de algum tempo afastada do mercado literário por questões pessoais, a autora retomou a publicação da série em maio de 2017. Entre 2013 e 2016 participou apenas das antologias de contos "Romances em Contos", organizada pela escritora Flávia Cunha. Também publicou o romance policial "Oportunidade" sob pseudônimo de Zelda Howard Zee, relançado em agosto de 2017, em e-book (Amazon/Kindle) e impresso (Clube de Autores). Em Janeiro de 2018 foi lançado o conto “Recomeçar”, que fez parte da primeira antologia Romances em Contos.

 Atualmente a autora trabalha na revisão e adequação histórica do quarto livro da saga Radegund, "O Despertar do Dragão", com lançamento previsto para Julho/2018. REINO DOS CÉUS, FOGO VERMELHO e A CRUZ E O CRESCENTE estão disponíveis no Clube de Autores e na Amazon.


Um abraço e até mais!
1 de fevereiro de 2018

[DIVULGAÇÃO] Par Perfeito, A.C. Meyer

Oi gente!

A terrível internet da cidade de São Paulo tentou me derrubar, mas no fim eu triunfei! E estou de volta com novidades maravilhosas da nossa parceira, a autora A.C. Meyer.

E essa novidade tem nome, sobrenome, profissão e uma renca de fãs! É minha gente, Jonas Lopes é simplesmente um galã das telenovelas, amado dos tabloides de fofoca e o sonho de consumo de cada uma de suas fãs. E em breve o seu personagem favorito!

Par Perfeito, próximo lançamento da A.C. Meyer, é uma série dividida em quatro capítulos, exclusiva em e-book. A pré-venda é exclusiva no iTunes (link AQUI) e o lançamento do primeiro episódio é no dia 22/02. Após essa data, o e-book estará liberado para compra nas principais lojas de e-books.

Confira capa e sinopse abaixo:



Um galã da TV. Cinco garotas. Só UM final feliz
Jonas Lopes é o galã das novelas, queridinho da publicidade, o ator mais requisitado para as capas de revista e o homem mais desejado por dez entre dez mulheres. Bonito e bem de vida, ele tem o mundo a seus pés... mas um passo em falso fez com que ele colocasse tudo a perder.

E é por isso que Bruno, seu melhor amigo e empresário, vai precisar ter a melhor ideia de todo os tempos para tentar salvar sua reputação e seu emprego. Aquela que fará com que Jonas volte a ser o queridinho do público e com que todos os sites e revistas de fofoca se esqueçam de vez das indiscrições cometidas por ele.

E qual a melhor forma de recuperar a reputação de um ator mulherengo? Encontrando a garota certa para ele. O amor da sua vida. O par perfeito que irá conquistar o coração do queridinho das fãs. E nada melhor do que contar com a participação do público para essa escolha. Afinal, que fã não sonha em participar ativamente da vida do seu ídolo?

Par perfeito, escrito por A. C. Meyer, autora de Cadu e Mari e da Série After Dark, é um romance divertido e apaixonante, dividido em quatro episódios.

Não deixe de garantir o seu e assinar a newsletter da autora AQUI 
Abraços e até mais!
29 de janeiro de 2018

Autores Parceiros: A.C. Meyer


Oi, gente! Tudo bem?
É com muita alegria que eu escrevo esse post, para dizer que em 2018, o Romantic Lit será Blog Amigo da autora A.C. Meyer!
Eu agradeço imensamente a oportunidade e espero que seja uma experiência muito divertida e enriquecedora para todos os envolvidos!

Conheça um pouco mais sobre a autora e seus principais lançamentos:

Série After Dark
Louca por Você (After Dark #1)

Sinopse: Atenção: esse livro contém altas doses de romance, situações hilárias, garotos sensuais e o best friend gay mais maravilhoso de todos os tempos...
Julie tem dois grandes sonhos: cantar profissionalmente e fazer com que Daniel a enxergue como mulher. Ele é o charmoso dono do badalado bar After Dark e se diz avesso a compromissos, sempre pronto para noitadas casuais. Em uma noite de muito movimento, o estabelecimento se vê sem um vocalista para dar continuidade à programação musical, e Julie é colocada por um dos sócios de Daniel à frente da banda para resolver o problema.
Mas a voz e a presença de palco da nova cantora encantam o público... e também o atraente garanhão.  Descontrolado de ciúmes, Daniel está disposto a usar toda a sua autoridade para tirar Julie dos holofotes e dar uma chance ao seu verdadeiro amor. Ele só não contava com as investidas insistentes de Alan, o sexy guitarrista da banda, que resolveu fazer de tudo para conquistar o coração da nossa mocinha.
Será que o sonho de Julie finalmente vai se concretizar com Daniel ou seu verdadeiro príncipe encantado é o guitarrista sensual?

Onde comprar: https://www.acmeyer.com.br/inicial Saraiva| Submarino | Americanas.com | Extra | Cultura | Amazon

ABC do Amor, A.C. Meyer, Brittainy C. Cherry e Camila Moreira


Sinopse: O amor é o personagem principal desta antologia que reúne três das mais românticas autoras da atualidade.
Inconveniente, não retribuído, desejado, com final feliz ou sem esperanças, o amor não sai de moda.
​Em Doce reencontro, o destino encontra a saudade. Jade nunca esqueceu o ex-namorado, que terminou tudo e a trocou pela carreira. Mas a receita de um grande amor nunca desanda. O que acontece quando os dois se reencontram?
O perdão é capaz de mudar a história em As cartas que escrevemos. Quando Jake retorna à cidadezinha onde cresceu, o agora ator famoso só esperava ver o seu grande amor mais uma vez. Mesmo que fosse no altar. Com outro homem. É possível fazer Ana Louise mudar de ideia?
Além das cores prova que o amor pode nascer do desejo. Alice acabou com o pior tema no projeto final da faculdade. Ela precisa escrever a biografia de Leandro, um artista plástico temperamental, fechado e extremamente gato. A atração entre ambos é intensa, mas os fantasmas do passado podem atrapalhar tudo.
Onde comprar: Saraiva| Cultura | Amazon

Cadu e Mari e Falling For Her (Versão em inglês)

Sinopse: Uma história cheia de romance, humor, música e as paisagens arrebatadoras do Rio de Janeiro como cenário. Da autora da série After Dark.
Mariana trabalha em uma badalada revista de moda. Tem um bom salário, é muito competente... E tem uma queda pelo chefe, daquelas bem poderosas. Eles vivem em mundos completamente diferentes, e Mariana sabe que nunca acontecerá nada entre os dois.
Até que Carlos Eduardo repara que sua secretária é muito, muito bonita. O amor entre os dois é arrebatador, e “Cadu e Mari” sentem que nasceram um para o outro. Mas as coisas logo começam a desandar.
Talvez Cadu ainda não esteja preparado para confiar em uma pessoa que teve uma vida tão diferente da sua; talvez Mari ainda não se sinta segura em dividir sua realidade com o chefe. Para viver esse amor, os dois precisarão enfrentar preconceitos e vencer intrigas.
Será que estão prontos?

Mensagem Para Você (Coletânea Andarella Romance)


Sinopse: Conheça Mensagem para você, o conto especial que A. C. Meyer escreveu exclusivamente para a Coletânea Andarella Romance, em homenagem ao dia dos namorados.

Luh é um divertida e esforçada designer de sapatos. Ela está batalhando por uma vaga efetiva na empresa de calçados em que trabalha e precisa desenvolver o sapato dos sonhos.

Mas não é só o trabalho que ocupa a sua vida.
Num site de relacionamentos, ela conhece Caio, o @geek25, que vai fazer de tudo para conquistar o coração da @fashionluh.
Neste dia dos namorados, Luh terá a chance de conquistar o emprego dos sonhos e o amor da sua vida.
Será que ela vai conseguir?


Sobre a autora:


A.C. Meyer mora no Rio de Janeiro e é viciada em livros. Mesclando diversão e romance, atinge o tom das comédias românticas que encantam do começo ao fim. Sua série After Dark já vendeu milhares de cópias em todo o Brasil; Encantada por você, quarto volume da série, foi eleito o melhor romance de 2016, pelo iBooks. Em 2017, a autora estreia na Galera Record com uma história romântica embalada por muitas referências musicais e pelas paisagens arrebatadoras do Rio de Janeiro.
Site|Facebook|Twitter|Instagram|Pinterest

Abraços e até mais!
24 de janeiro de 2018

Resenha: Feitiço Sombrio, Christine Feehan


Feitiço Sombrio (Os Cárpatos #4)
Autora: Christine Feehan
Gênero: Romance/Sobrenatural
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 352
Comprar: AmazonSaraiva
Sinopse: Christine Feehan é autora de mais de quarenta romances, incluindo quatro séries que chegaram ao número um dos mais vendidos do The New York Times. Ela encanta muitas leitoras com as histórias dos sedutores vampiros da série Cárpatos, lançada pela Universo dos Livros. Agora, apresentamos mais um romance sombrio de tirar o fôlego!

A jovem Savannah Dubrinski era uma ilusionista mundialmente famosa, capaz de hipnotizar milhões de pessoas em seus shows. Mas havia Gregori, o vampiro obscuro que a aprisionou em um terrível cativeiro. Os olhos claros e a quente sensualidade de Gregori provocavam em Savannah arrepios de perigo e de desejo. Com seu próprio feitiço sombrio, Gregori dizia que ela havia nascido para salvar sua alma maligna. E finalmente chegou a hora de lutar por ela! Para torná-la completamente sua. Entre nesse ritual de sedução apaixonante, que é tão antigo quanto o tempo e tão inevitável quanto a eternidade.


Feitiço Sombrio é, definitivamente, o livro da série Os Cárpatos que eu tinha maior expectativa. Desde a primeira vez que Gregory, O Obscuro apareceu entre os Cárpatos eu fiquei curiosa em como a autora faria para inserir uma paixão na vida de um personagem tão frio e distante. Quando eu vi quem seria o seu par, minha expectativa aumentou ainda mais, por ser filha do príncipe da raça e eu já prever que teria um temperamento que rivalizaria com o do Gregory. Só que, quando eu comecei a ler, eu só vi mais das mesmas características que começaram a me chatear nos 3 primeiros livros da série.
Eu precisei dar duas chances a leitura porque, nas primeiras 120 páginas do livro, o mesmo machismo e até os vícios de escrita da autora, que já me desanimaram nas últimas leituras, voltaram com força total. Por Gregory ser uma figura poderosa entre os Cárpatos, isso fica ainda mais forte e, sinceramente, desacelera a leitura a ponto de eu pensar se realmente seria um livro com algum diferencial.

Outros quesitos também contribuíram para o meu desinteresse inicial pela leitura, como algumas atitudes de Gregory, no passado, que são tratadas com irrelevância por Savannah, mas que ao meu ver, são extremamente perturbadoras. A personagem que começou independente e determinada, a personificação do grito de independência entre as mulheres Cárpato, foi sendo completamente transformada após saber que era a parceira de Gregory. Alguns poucos traços de sua personalidade como as provocações e algumas teimosias permanecem, mas pareceu que a essência de Savannah se perdeu, o que deixou a personagem principal inconsistente e definitivamente apagada perante o Gregory.

Outro ponto foi como a participação da sociedade que caça os Cárpatos não é sólida ao menos nos primeiros 4 livros da série. As aparições são poucas, ela não é muito bem explicada e não interfere tanto de maneira decisiva ou empolgante dentro da estória do casal que cada volume traz.
Apesar de todos esses pontos que poderiam ser melhores para ajudar a leitura a fluir, quando eu resolvi dar a segunda chance a leitura, também encontrei muitos aspectos legais. A relação de dominação de Gregory sobre Savannah continua, mas é menos enervante depois que eles se conhecem melhor. A personagem, com sua personalidade vivaz e divertida acaba por quebrar a resistência de Gregory. O jeito brincalhão como os dois interagem e como a paixão de Gregory junto com a capacidade de proporcionar o que ela deseja acontece é bem fofo.

"- Seu corpo e o meu escolheram por nós. Não há outro homem para você, Savannah. Nem agora nem nunca. Posso sentir suas emoções quando homens, humanos ou cárpatos a tocam. Você sente repulsa; não consegue suportar que a toquem - a voz dele ficou ainda mais grave, uma carícia de magia negra que parecia enviar um calor, espalhando-se por ela como lava derretida. - Isso não acontece com o meu toque, MA PETITE. Nós dois sabemos disso. Não negue, ou serei forçado a comprovar o que digo."

Essa quebra de resistência acaba por equilibrar o jogo da dominação, porque Savannah acaba por conseguir influenciar as decisões ferrenhas de Gregory, já que ele quer ser sempre a pessoa a prover o que ela deseja. Outro ponto que fez o meu coração derreter foi7 a rapidez com que Gregory expôs suas inseguranças e segredos para sua companheira. Foi tão rápido, que ele demorou a perceber.

O livro se passa principalmente em Nova Orleans e a autora utilizou de uma das lendas da cidade para inserir (mais) um pouco de ação no livro. Eu adorei a surpresa que isso me trouxe e também adorei a lenda (mesmo sem saber se ela é real), eu me senti mais tragada pela aura mística da cidade. Foi ótimo!
Ok, Savannah e Gregory foram muito bons, mas vamos falar de personagem coadjuvante? Porque eu estou simplesmente encantada com o Gary! Ele foi um dos personagens mais importantes do livro e apesar de não ter força física, influenciou com seu poder intelectual e com a amizade bonita que formou com o casal. Um personagem corajoso, íntegro e muito divertido, daqueles que todo livro precisa ter!

E pra fechar essa resenha eu preciso falar do ponto que entrou para o meu top de leituras. Feitiço Sombrio tem uma cena de sexo que entrou com toda a honra para o meu top de “melhores cenas de sexo”. Porque foi mais do que isso. A Christine Feehan fez uma magia que conseguiu sumarizar em uma cena sexual o que é a série Os Cárpatos. O que é esse romance sobrenatural que nos cativou até agora. Eu fui arrebatada por uma cena que deixa clara a conexão da raça com a natureza e a conexão da paixão com o íntimo do ser Cárpato. Foi intensa, foi emocionante, foi de tirar o fôlego (sério, meu coração tá emocionado até agora e já faz alguns dias que eu terminei a leitura). Eu simplesmente amei e aplaudi de pé.

"Ela era pequena, delicada, entretanto forte e selvagem como qualquer coisa que a natureza conjurasse. O calor insaciável do ritual cárpato os envolvia, mas o coração dele fora capturado para sempre, então, embora fosse muito selvagem, ele agia mais ternamente do que nunca".

Bom, gente, Feitiço Sombrio é um livro que tinha um potencial grande, mas que na minha opinião, não o alcançou. E não só por algumas falhas no próprio livro, mas por coisinhas chatas que já vieram acumulando dos volumes anteriores e que nesse livro já eram coisas bem chatas. Entretanto, não posso dizer que foi um desperdício de tempo. Savannah, Gregory e Gary conseguiram me divertir e me envolver em algumas partes do livro e alguns pontos da leitura foram sensacionais e me lembraram o sentimento bom que tive ao ler Príncipe Sombrio. Foi uma leitura satisfatória.

Apesar disso, eu fico bem chateada pela série Os Cárpatos ter sido descontinuada pela Universo dos Livros. Ok, é uma série que tem mais de 25 livros? Sim. Mas é sempre chato quando uma série que você acompanha, mesmo que não seja a melhor, é cortada no meio. E como essa é uma das séries de romance sobrenatural mais famosas, tenho medo desse gênero perder o apelo e deixar de ser publicado por aqui (porque vamos falar sério, são pouquíssimas as séries desse gênero publicadas no Brasil).

Enfim, se você quiser conhecer um pouco mais sobre a autora Christine Feehan e sobre suas séries publicadas e outras novidades, é só clicar AQUI. E você pode adicionar Feitiço Sombrio nos seus desejados do Skoob e do Goodreads!
Se você tiver alguma série de romance paranormal já publicada aqui no Brasil para me indicar, deixe aqui nos comentários! Eu vou amar!

Beijão e até mais!





20 de janeiro de 2018

[POST FIXO] Lançamentos Internacionais 2018: Janeiro


De 01 á 15 de janeiro
* link para compra na Amazon no post do Instagram
*é só clicar no nome do livro que você deseja conhecer e será redirecionado 











Em breve lançamentos de 15 - 31 de janeiro

Grande abraço!
18 de janeiro de 2018

Resenha: Simplesmente Ana, Marina Carvalho

Simplesmente Ana (Simplesmente Ana #1)
Autora: Marina Carvalho
Gênero: Romance, Young Adult
Editora: Novo Conceito
Páginas: 320
Link para compra: Amazon - Submarino
Sinopse: Imagine que você descobre que seu pai é um rei. Isso mesmo, um rei de verdade em um país no sudeste da Europa. E o rei quer levá-la com ele para assumir seu verdadeiro lugar de herdeira e futura rainha…

Foi o que aconteceu com Ana. Pega de surpresa pela informação de sua origem real, Ana agora vai ter que decidir entre ficar no Brasil ou mudar-se para Krósvia e viver em um país distante tendo como companhia somente o pai, os criados e o insuportável Alex.
Mudar-se para Krósvia pode ser tentador — deve ser ótimo viver em um lugar como aquele e, quem sabe, vir a tornar-se rainha —, mas ela sabe que não pode contar com o pai o tempo todo, afinal ele é um rei bastante ocupado. E sabe também que Alex, o rapaz que é praticamente seu tutor em Krósvia, não fará nenhuma gentileza para que ela se sinta melhor naquele país estrangeiro.
A não ser… A não ser que Alex não seja esta pessoa tão irascível e que príncipes encantados existam.
Simplesmente Ana é assim: um livro divertido, capaz de nos fazer sonhar, mas que — ao mesmo tempo — nos lembra das provas que temos que passar para chegar à vida adulta.



Em Simplesmente Ana, Ana Carina, uma jovem estudante de direito de Minas Gerais, conta, em primeira pessoa, a transição de uma vida comum no Brasil, para outra, essa de conto de fadas, após descobrir que o pai que nunca conheceu até os seus vinte anos, é simplesmente rei de um pequeno país no leste europeu. Com essa descoberta, não só a paternidade misteriosa muda, mas também, o cenário do quente Brasil, para a fria e florida Krósvia, os amigos de faculdade e família coruja, para um pai super importante e queridos súditos. E de um romance deixado em stand-by logo no começo, para um amor que surpreende por sua intensidade e também por seus inúmeros empecilhos.

Olha, eu não gosto de suspense, então vou botar as cartas na mesa.
Eu ADOREI ler Simplesmente Ana. No início eu esperava um romance clichê de realeza, do tipo O Diário da Princesa, então eu comecei a leitura esperando algo que eu já conhecia, mas com fé na originalidade de uma autora nacional como a Marina Carvalho. E cara, eu encontrei muitos exemplos dessa originalidade. Uma leitura que eu esperava ser despretensiosa, logo nas primeiras páginas apresentou uma mescla de elementos modernos e tradicionais, como um encontro proporcionado por uma busca no Facebook, em conjunto com a imagem de uma família real. A partir daí eu fui ficando mais empolgada com a leitura.  

De todas as coisas legais que a autora criou, uma das que eu mais gostei foi que a Krósvia foi revelada para mim através do olhar da Ana e revelada para ela, através do olhar e das histórias contadas por Alex. Ele não monopoliza todas as experiências dela, mas achei bem interessante como a imagem desse novo país para a personagem principal é construída a partir da sua própria impressão, mas também da impressão de um morador, que não só tem uma memória afetiva do lugar, mas também acaba deixando uma nova lembrança amorosa nesses locais, justamente por estar com alguém a quem está se apaixonando. Não sei se fui só eu que senti isso, mas a cada ponto do país que o Alex apresentava para a Ana, eu sentia a estória com maior intensidade, e isso tornou a minha experiência de leitura fabulosa e essa história de amor muito mais emocionante.

"Senti dedos longos e ásperos procurando os meus. Eu não esperava que Alexander fosse se aninhar a meu lado, nem que tivesse intenção de segurar minha mão. Levei o maior susto, embora soubesse que era um gesto inocente, tranquilizador, sem segundas intenções.
Deixei que ele fosse meu apoio e não senti vergonha ao me recostar nele, minha cabeça descansando confortavelmente em seu peito. Alex reagiu fazendo carinho em meus cabelos com a outra mão.
Suspirei, mais relaxada do que deveria, vamos combinar.
--Eu ainda não disse que você está linda. – elogiou ele, devagar. Sua voz saiu distorcida devido à nossa posição.”

Eu também adorei a maneira como a Ana passa de um oposto a outro em poucos dias da sua vida, mas não para extremos opostos de sua personalidade. Aliás, manter-se firme em quem é, é o que acaba proporcionando muitos dos momentos engraçados do livro. Com sua personalidade simples e irredutível, Ana amolece e ganha muitos corações em seu novo país. O que eu senti falta foi uma participação maior do Andrej (pai da Ana e rei) no livro. Ele é um personagem muito doce, dos que eu amei logo de primeira e queria um pouco mais sobre ele (talvez com a mãe da Ana?).

Ana e Alex começam o livro em pé de guerra, filha perdida do rei e filho postiço do rei, os dois se estranham logo de primeira, agarrando-se a pré-conceitos, mas obrigações do destino tornam os momentos juntos em muito mais do que obrigação. Imagine uma garota brasileira de gênio forte e um badboy krósviano batendo de frente. Agora imagine um forte companheirismo evoluindo para um amor irrefreável? Pois é. Apesar do Alex ser meio badboy, não rolou todo aquele drama de testosterona e isso foi um bálsamo para os meus nervos. Temos uma porção de empecilhos que trazem muita dor, muitos mal-entendidos, mas que só trazem mais amadurecimento para os dois.

Durante a leitura eu imaginei que por ser um livro de princesa, o romance seria mais para o cor-de-rosa, só que a Marina soube, sem se aprofundar nas cenas de sexo, tornar cada encontro do casal principal em uma explosão de intensidade, daquelas de rezar para eles se beijarem e acabarem logo com toda aquela tensão sexual. E o momento em que eles finalmente rendem-se a paixão é muito lindo e muito significativo dentro da estória. Eu amei!

Não posso terminar essa resenha sem comentar sobre o quão incrível foi só ter lido Simplesmente Ana agora, em 2018. Foi tão emocionante e nostálgico ler a Ana conversando por MSN e por e-mail (sei que em 50 tons a Ana também conversa por e-mail, MAS É DIFERENTE). Sério, várias vibes anos 2000. Eu também gostei muito de cruzar com referências brasileiras e não só nas saudades da Ana, mas no jeito como ela consegue inserir pão de queijo, feijoada, Jota Quest, Fantástico no dia-a-dia do Palácio de Sorvinski (onde o rei e a Ana moram). Essa menina é tinhosa!

"De uma hora para outra, eu me vi diante do meu pai, e um pai que não era qualquer um, não. Simplesmente o rei de uma nação européia, um cara poderoso, influente e... perfeito."

Ler Simplesmente Ana foi bárbaro! Um livro simples, mas cheio de elementos gostosos que tornam a leitura fluida e cativante, que muda (ao menos para mim), o jeito de pensar sobre os livros de princesas, com uma personagem principal forte, mas doce, um príncipe convencido (e lindo), mas que ama com todo o coração. Com surpresas e referências a nossa cultura, trilha sonora de primeira, um romance embalado por muita intriga, mas firme como as cabeça duras de Ana e Alex, tudo isso embalado em um cenário novo e belíssimo e histórias lindas, dentro de um livro já lindo.

Simplesmente Ana é uma trilogia da Marina Carvalho que ainda conta com “De Repente, Ana”, e “Elena, A Filha da Princesa”. Está mais do que indicado por aqui e espero estar com a continuação em mãos em breve, pra fazer mais uma resenha cheia de emoção para vocês.

Você pode conhecer mais sobre a Marina Carvalho clicando AQUI e adicionar Simplesmente Ana nos seus desejados do Skoob e do Goodreads!
Conhece mais alguma estória de princesas que te apaixonou? Comente aqui embaixo, que eu também quero conhecer!


Beijão e até a próxima!
 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo