Resenha de Melhor que Chocolate, Laura Florand
CampNaNoWriMo 2015: outra competição, dessa vez de escrita
The Wattys: a competição anual do Wattpad




19 de fevereiro de 2015

Obrigada por odiar Cinquenta Tons de Cinza


É lindo ver os haters caírem na mesma armadilha de alguns anos atrás. Lembra, lá no passado, quando Crepúsculo saiu nos cinemas e todo mundo falava mal, xingava o vampiro que brilha, a garota que mais parece um nabo do que um ser humano e o enredo raso do filme? Bem, claro que nenhum deles leu os livros. Acabou que o primeiro filme da franquia Crepúsculo ganhou o prêmio Framboesa de Ouro, dedicado a os piores filmes, todavia, assim como perdeu aos olhos dos grandes críticos, só ganhou mais e mais fãs, muitos deles que nem conheciam a série da Stephenie Meyer antes da negatividade. E tudo isso só aconteceu por um fenômeno "what comes around, goes around" chamado merchandising (marketing) negativo.
Os 300 milhões arrecadados em bilheteria agradecem! huehue

Que, como todos nós sabemos, também é marketing.
Eu posso dizer etérea de impressões que, isso voltou a acontecer com Cinquenta Tons de Cinza. Eu ainda não assisti o filme *foge da tijolada*, mas são tantas barbaridades top quality que, mesmo se eu tivesse a pior das impressões, eu gastaria algumas doletas para ver o filme nos cinemas. O marketing negativo começou já lá no começo, quando anunciaram a produção do filme e as especulações sobre um pornô nos cinemas castos, sobre as mulheres tendo mais incentivo para procurar mais de seus companheiros, sobre a vulgarização das mulheres que gostam de inovações na questão sexual. E então, conforme stills, sneak peaks e entrevistas com os atores principais, Jamie Dornan e Dakota Johnson caíram na rede, o fusuê começou. Religiosos, países inteiros, grupos feministas caíram matando em cima das fãs principalmente, pregando opressão principalmente. Mas sabe o que aconteceu? Isso só instigou ainda mais os forasteiros (pessoas que não leram a trilogia) a parar e prestar um pouco mais de atenção a ela.

(beijo pros haters tuda)

Edir Macedo, rei das fogueiras santas disse em uma matéria do blog Universal Reino de Deus que, as mulheres que assistissem Cinquenta Tons de Cinza estariam abrindo portas para o demônio adentrar em suas vidas.
Já os cinemas da Irlanda (país extremamente encantador, mas que me deixou levemente irritada), gastou uma baba com forros plásticos para as cadeiras das salas de cinema, temendo a limpeza do bacanal que teriam que fazer, Talvez algumas cadeiras sem condições de uso? Vai saber!
Já alguns grupos feministas, que eu admiro, desde que não sejam viscerais, oprimiram leitoras da trilogia e submissas, por se deixarem dominar pelo sexo masculino. Isso mesmo, oprimiram uma mulher por ser livre e buscar sua satisfação sexual.

No final de tudo isso, e da notícia babado que saiu recentemente, uma espectadora do México que foi presa por atentado ao pudor, dentro das salas de cinema, você só quer saber o que diabos esse filme tem. Quem é esse tal de Cristiano Cinza? O que é esse molejo que deixa as gatas insandescidas? O quarto dos jogos tem Play 4 ou Xbox One?

Dicas de como odiar qualquer coisa e não promovê-la (flopar):

1. Odeie demais essa coisa e não analise o porque dela te incomodar tanto.
2. Fique calado e não promova.
#fikdik

Isso é o que o marketing negativo faz. E é lindo como uma manhã ensolarada, como os haters tropeçam no próprio ódio e promovem ainda mais essa trilogia mãe de todos os eróticos contemporâneos.




Beijos!
Aline, Uma Leitora


3 comentários:

  1. Esse blog é sensacional, e esse post mais sensacional ainda.. adorei, parabens.. E a verdade é uma só, gosto é gosto, não da pra discutir, eu amei o livro, amei o filme, claro que não vai concorrer a Oscar nem nada, mas quem liga pra Oscar senão o mundo do entretenimento...rrss

    Adorei Aline

    ABçs
    Ana Paula
    http://paixaoporleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Paula! Não concorrer o Oscar mais foi mais esperado do que os indicados a estatueta! E quem é fã acabaria amando, sendo bom ou ruim. E quem não é fã chora com o sucesso baphonico kkkk Obrigada por comentar, querida!

      Beijos!

      Excluir
  2. Amei seu post.
    Esses haters só sabem dar opiniões sem qualquer argumento.

    ResponderExcluir

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo