Resenha de Melhor que Chocolate, Laura Florand
CampNaNoWriMo 2015: outra competição, dessa vez de escrita
The Wattys: a competição anual do Wattpad




9 de junho de 2014

Opinião de Uma Leitora: Entre o Agora e o Sempre, J.A. Redmerski


Entre o Agora e o Sempre (Entre o Agora e o Nunca #2)
Autor: J.A. Redmerski
Gênero: New adult
Editora: Suma de Letras
Páginas: 302
Resenha de "Entre o Agora e o Sempre" (aqui)
Sinopse: Camryn Bennett e Andrew Parrish nunca foram tão felizes. Cinco meses depois de se conhecerem num ônibus interestadual, os dois estão noivos e prestes a ter um bebê. Nervosa, mas empolgada, Camryn mal pode esperar para viver o resto de sua vida com Andrew, o homem que ela sabe que vai amá-la para sempre. O futuro só lhes reserva felicidade... até que uma tragédia os surpreende. Andrew não consegue entender como algo tão terrivelmente triste pôde acontecer. Ele tenta superar o trauma — e acredita que Camryn esteja fazendo o mesmo. Mas, quando descobre que Camryn busca sufocar uma dor imensa de uma forma perigosa, fará de tudo para salvá-la. Determinado a provar que o amor dos dois é indestrutível, Andrew decide levar Camryn numa nova jornada carregada de esperança e paixão. O mais difícil será convencê-la a ir junto... Com Entre o agora e o sempre, a aguardada continuação de Entre o agora e o nunca, J. A. Redmerski concluiu a história de amor que encantou milhares de leitores.


Uma viagem de ônibus, um estranho, um amor e agora mais um grande presente.
Imersos em felicidade, Andrew e Camryn aguardam a grande chegada. Instalados em Galveston e cobertos de paparicos dos parentes e amigos, planejam um futuro onde uma criança pode ser decisiva para suas aventuras ou se tornar parte dela. Sobre o futuro não muito sabiam, mas tinham certeza que o bebê seria o mais amado e aventureiro de todos. Até que um movimento traiçoeiro do destino os jogam novamente no ponto de partida. Camryn se vê cercada pelos medos e lembranças que a congelaram no passado e Andrew guardando sua tristeza para si mesmo, se encontra sem ideia de como ajudar sua mulher. O caminho tortuoso em direção a felicidade ao qual já tinham batalhado e vencido se abre novamente a sua frente, exigindo ser enfrentado novamente ou ameaçando a felicidade e espontaneidade e ao amor que une o casal.

1. O que achou do livro?

Entre o Agora e o Nunca é escrito com tamanha sinceridade e clareza, que beira o real. Isso foi o que me enfeitiçou desde o primeiro livro dessa duologia.
Diferente do primeiro livro e com o momento de deslumbramento já passado, Entre o Agora e o Sempre traz muito mais sobre a realidade. O momento de liberdade e de vagar pelos Estados Unidos nas mãos do destino passou e novas e grandes responsabilidades surgiram, exigindo um novo estilo de vida de Camryn e Andrew. Nada de viagens, empregos temporários e loucuras na estrada. Agora como uma família, ainda muito feliz e imaginando já terem passado as piores barras que a vida poderia jogar em seus caminhos, os dois dão de cara com rochedos em seus caminhos. Acontecimentos lascinantes o jogam novamente no passado, dores enterradas se reerguem com força total, lançando-os em uma situação a qual até a vontade de se arriscar e serem felizes novamente, resiste.
Esse livro foi muito mais pesado na questão dores do que o primeiro. Quando somos apresentados a Camryn no primeiro livro, ela já tem uma super bagagem triste e por isso, entendemos o porque de todo o seu problema com perdas e como esse medo a paralizou na vida. Porém nesse livro tudo acontece alí, na nossa cara, dor a cada linha, sem um tempinho para enxugar as lágrimas e nos acalmar. Perdas, fraquezas, brigas. Eu vi muito do medo dos dois em perder tudo o que conquistaram, em terem lutado para não serem como os outros, que só se arrependem de não terem sido felizes quando não há mais tempo e acabarem como eles. Foi como nadar contra a maré, os problemas se chocando contra eles, os afogando e tirando o brilho de tudo a sua volta, tudo isso acontece consecutivamente e cheguei a pensar que ia dar super ruim.
Decidido a acabar com o luto de Camryn, que persiste desde suas primeiras perdas e a encontrar forças para vencer o seu também, Andrew propõe mais uma aventura, contando com a estrada e o clima imprevisível que elas reservam para ter de volta aquela vontade de viver, de ser só se conformar quando for feliz, que o destino, dessa vez cretino, lhes tomou. Lutando bravamente com as péssimas lembranças e se escorando na felicidade do presente, o casal se entrega e sai de volta em busca de se sentirem vivos novamente.
Como disse ali em cima, a duologia Entre o Agora e o Nunca é tão real, que incomoda na maneira que nos toca, que deixa as páginas e aponta para aquela situação mal resolvida na nossa vida. E se incomoda, é porque sem sombra de dúvida, muda algo em nós a cada página.
Essa é uma história da qual sempre me lembrarei com um sorriso no rosto, pelo tanto que me tocou e me fez encontrar respostas para a minha vida pessoal. Me sinto presenteada em ter conhecido livros tão bons e significativos já tão cedo na minha vida. J.A. Redmerski arrasou comigo e só posso dizer que vou acompanhar todos os trabalhos dela!

2. Ponto alto

Andrew amar tanto, mas tanto a Camryn, a ponto de resgatar informações do passado dela e deles para perceber o que a estava paralizando e impulsioná-la a enfrentar aquilo. Na leitura e da maneira brusca como o Andrew as vezes é, pode parecer um pouco invasivo da parte dele, fuçar na vida dela e ainda exigir que superasse aquilo, porém foi um ato de amor tão profundo, que exige uma intimidade tão grande, que não tem como não amar e mesmo odiando, não tem como não admitir que era exartamente daquele estalo que Camryn precisava para dar o primeiro passo de volta para sua felicidade.

3. Ponto baixo

Não teve ponto baixo nesse livro. Foi um livro muito carregado em emoções complicadas. Raiva, tristeza, dor, mas tudo isso foi preciso. A autora escreve tão perfeitamente o processo de cura que cada pessoa passa, que fico até emocionada de falar.

4. Qual o seu personagem favorito?

Nesse livro? O casal Parrish. Não tem como apontar um, porque os dois foram decisivos para o desenrolar do enredo e porque, ajudaram um ao outro nessa caminhada para fora da dor e de volta para o bem estar. Como um, eles foram tão fortes! O livro foi muito sobre isso. Todos os problemas individuais foram vencidos pelo casal, deixando espaço apenas para "eles", os problemas, felicidades, sonhos "deles". Indescritivelmente precioso.

5. Qual elogio/crítica daria a autora?

Obrigada por escrever pensando em nos passar uma lição. É incrível como hoje em dia, ser feliz, ser você mesmo, está ficando cada vez mais para o final da lista de prioridades. Existem tantas exigências, tantas vontades para tanto pouco tempo... E a J.A. Redmeski só parou e pensou "péra! E a felicidade, pessoal? Fica onde?". E então parou e escreveu o melhor e mais cristalino livro sobre mandar as exigências da sociedade as favas e ir atrás de você mesmo, de descobrir o que o faz se mover, acordar todos os dias e viver com ardor. Isso é tão óbvio em cada página, em cada situação e frase inteligente do Andrew e da Cam, que é praticamente um tapa na cara do leitor. Se eu já achava a autora um arraso por prestar atenção e ir tão fundo numa questão tão profunda, mas ao mesmo tempo tão simples e necessária que é a felicidade, depois desse livro, onde vi o final mais bonito de todos os livros, posso dizer que ela me mudou para melhor. Acho que esse deve ser o ponto alto de um autor, né? Você conseguiu, J.A.! Não só comigo, mas com uma porrada de gente por esse mundão a fora.

6. Nota: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

7. Deixe um recado para os futuros leitores desse livro

Seja quem você for. Seja qual situação pela qual você está passando, passou ou vai passar. Eu indico essa duologia. Fica fácil enfrentar a vida e encontrar o amor e o que ele representa quando você entende o que realmente está procurando e apesar de não ter deixado o colchão da minha cama, eu viajei por estradas, sofri, me diverti e amei, tudo isso pela visão de outra pessoa e a partir daí, eu encontrei a minha própria visão. Leia a duologia Entre o Agora e o Nunca.


Para quem não estava sabendo, a Suma de Letras adquiriu os direitos de uma outra série da J.A. Redmerski, essa YA, chamada "In The Company Of Killers" e o primeiro livro, "Killing Sarai", tem previsão de lançamento para ainda esse ano.

Beijos!
Aline, Uma Leitora

0 comentários:

Postar um comentário

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo