Resenha de Melhor que Chocolate, Laura Florand
CampNaNoWriMo 2015: outra competição, dessa vez de escrita
The Wattys: a competição anual do Wattpad




12 de dezembro de 2013

Opinião de Uma Leitora: Métrica, Colleen Hoover


Métrica (Slammed)
Autor: Colleen Hoover
Gênero: Romance/Drama
Editora: Galera Record
Páginas: 299

Sinopse: O romance de estreia de Colleen Hoover, autora que viria a figurar na lista de best sellers do New York Times, apresenta uma família devastada por uma morte repentina. Após a perda inesperada do pai, Layken, de 18 anos, é obrigada a ser o suporte tanto da mãe quanto do irmão mais novo. Por fora, ela parece resiliente e tenaz; por dentro, entretanto, está perdendo as esperanças. Um rapaz transforma tudo isso: o vizinho de 21 anos, que se identifica com a realidade de Layken e parece entendê-la como ninguém. A atração entre os dois é inevitável, mas talvez o destino não esteja pronto para aceitar esse amor. 


Após a morte do patriarca, a família Cohen se muda do Texas, onde viveram a vida toda, para o Michigan. Layken Cohen não consegue se conformar com as mudanças que o destino está a fazendo enfrentar, entretanto sua recompensa logo chega em formato de um vizinho lindo e gentil, Will Cooper. Layken se envolve profundamente com Will, finalmente encontrando um alicerce em meio ao caos, mas lá está o destino de volta, lançando os dois para lados opostos, erguendo uma parede de dificuldades impossível de atravessar. Enfrentando mais uma vez o luto, porém por um amor perdido em vida, Lake conhece um pouco mais sobre o passado de Will e tudo o que teria que sacrificar para fazer aquele amor vingar. Entre dois tipos diferentes de tristeza, Layken tenta entender se o certo é amar a ponto de se arriscar ou a ponto de deixar o outro livre.


O que dizer sobre Métrica? Bem, eu tenho certeza que em algum momento da minha vida, antes de comprá-lo, eu li a sinopse e me interessei. Com certeza eu fiz isso, mas tanto tempo se passou, que quando eu peguei o livro só me lembrava que era da Colleen Hoover (amo) e que era NA. Por isso, a pancada na cabeça que levei quando mergulhei nessa intensa história foi chocante.


1. O que achou do livro?

Um dos melhores NA que já li até agora. Eu amo livros que não precisam de sexo ou de interferência de "outros" no romance entre os personagens principais e Métrica tem uma estrutura tão rica, um jogo de sentimentos tão revoltante e ao mesmo tempo compreensível, que se fosse só pela história de Will, eu já teria amado. Gostei muito do quão firme a Colleen foi na questão do que era "certo" e "errado" entre o Will e a Layken, mesmo sabendo que o amor deles era a coisa mais certa entre todas, as obrigações e a vida acabam dando suas caras e tornando a história completamente real, sem privilégios da ficção. Métrica é como uma história real, que algum amigo te contou ou algo assim. Sem firulas, sem sentimentos desnecessários e com uma verdade e um drama tão fiéis, que tenho certeza que quem leu, apertou o coraçãozinho de favorito lá no Skoob.
Além disso, "Métrica" nos introduz ao mundo do slam (competições de poesia) e maior parte das revelações do livro não são feitas por meio de conversas tensas e comuns e sim, por poemas. Tornando a dor ainda maior, tá pessoal?
O choque veio quando percebi que continha temas dos quais eu fujo ultimamente, daqueles que te fazem chorar e tal. Entretanto, eu finalmente encontrei um livro que vale a pena chorar, vale a pena acompanhar a luta de Layken pela nova vida que terá de assumir e as responsabilidades e restrições que isso traz a ela, já tão nova. (ALGUÉM ME DÊ "PAUSA" DE NATAL).


2. Ponto Alto

Desculpem, mas tenho dois. Não tem como escolher apenas um entre esses. O primeiro é quando a Lake corre para o Clube N9NE para apresentar o seu poema. Meu Deus, chorei no ônibus, gente! Vocês fazem ideia do que é ficar fungando e as pessoas te olhando como se você fosse insana? (nem liguei). 
E o segundo é no aniversário da Eddie (chorei no ônibus também). A parte de soltar os balões foi libertadora até para mim, que não tinha nada a ver com adoções e balões cor-de-rosa. A Colleen investiu pesado nos personagens coadjuvantes, cada um com o seu dilema e todos encontrando o seu final feliz. Indo contra a maioria dos autores, que focou no que se ganha da vida, na vida, não no que se perde.


3. Ponto Baixo

As vezes eu fiquei com vontade de socar a Lake e o Will, mas nada fora do normal, já que o enredo anda na linha entre o fictício e o real.


4. Qual o seu personagem favorito?

Eu amei todos! É mais fácil colocar os que eu não gostei, no caso o Nick e o Javi.


5. Qual crítica e elogio daria a autora?

Elogios: Tratar a vida e a morte como devem. Métrica é cheio de verdades e lições de vida e assim como a Lake finalmente conseguiu ir em frente, lidar com a dor da perda, esse aprendizado acaba se infiltrando em cada leitor. A morte nesse livro não tem a ver com luto e dor eterna, tem a ver com honrar as memórias boas, memórias de vida e pensar na morte como uma possibilidade inevitável, se preparar para ela, mas não torná-la uma sombra que te desanima a cada dia.

Como eu disse antes, Métrica é poesia. É como uma poesia que oscila, beirando a tristeza e a felicidade e momentos tão próximos, que não nos resta nada além de torcer para no final, ela se torne o mais feliz possível. Diferente de alguns livros que são só lágrimas e morte, nesse o "se expressar" de maneira diferente amenizou o luto e nos apresentou visões diferentes e libertadoras sobre a inevitável morte. 

Além disso, Métrica é um livro crescido. A Lake e o Will são novos, mas todos esses acontecimentos chave que os fazem se conhecer, acabam os fazendo amadurecer também, não de forma prejudicial, mas de uma maneira que não se encontra em outros livros do gênero ou em outras garotas de dezoito anos. Nada de badboys impulsivos e garotas frágeis.

Tem como ter crítica para um livro assim?



6. Nota: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10


7. Deixe um recado para os futuros leitores desse livro

Você vai chorar, mas vai valer a pena. Todo sacrifício tem sua recompensa, porque apesar de ser choroso e muitas vezes revoltante, as lágrimas que te virão aos olhos serão de alegria, pela beleza dessa história.


Beijos!
Aline, Uma Leitora

1 comentários:

  1. Amei essa resenha, pois me deixou com uma curiosidade imensa de ler esse livro. Gosto muito de livros com temas meio depressivos, pois além de nos emocionar,sempre nos deixa com uma lição de vida, uma forma de nos fazer pensar sobre nossas vidas. Os personagens parecem bem construídos e toda a história parece bem intensa e envolvente!
    Já esta na minha lista de 'tenho que ler' :)
    Beijos flor, seu blog é lindo! :*

    http://meuuniversox.blogspot.com

    ResponderExcluir

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo