Resenha de Melhor que Chocolate, Laura Florand
CampNaNoWriMo 2015: outra competição, dessa vez de escrita
The Wattys: a competição anual do Wattpad




27 de janeiro de 2016

Resenha: Estranha Perfeição, de Abbi Glines

Estranha Perfeição (Rosemary Beach #3 / Estranha Perfeição #1)
Autora: Abbi Glines
Gênero: New adult
Editora: Arqueiro
Páginas: 204
Sinopse: Você abriria mão do seu futuro pela pessoa certa?
Della Sloane não é uma garota comum. Ansiando se libertar do seu passado sombrio e traumático, ela planeja uma longa viagem de carro em busca de autoconhecimento e dos prazeres da vida real. Seu plano, no entanto, logo encontra um obstáculo: o automóvel fica sem gasolina em Rosemary, na Flórida, uma cidadezinha praiana no meio do nada.

Neste cenário, ela conhece o jovem Woods Kerrington, muito disposto a ajudar uma menina bonita em apuros. O que ela não sabe é que Woods é o herdeiro do country club Kerrington e está de casamento marcado com Angelina Greystone, uma união arranjada que culminará na fusão de suas empresas, garantindo o futuro profissional do rapaz.

Uma noite despretensiosa parece a solução perfeita para Della e Woods fugirem por um tempo de tanta pressão. Do passado que ela gostaria de esquecer. Do futuro de que ele tantas vezes tentou escapar.

Mas eles não poderiam prever que a atração os levaria a algo mais quando os seus caminhos se reencontrassem. Agora precisam aceitar suas estranhezas para descobrirem a perfeição.

Se você é fã da série Sem Limites, vai adorar este delicioso romance ambientado no mesmo universo sedutor criado por Abbi Glines. 

Primeiramente, eu quero contar que o RomanticLit está participando do desafio Alfabeto Literário, promovido pelo blog Mundo de Tinta! A letra do autor desse mês foi o A, então eu escolhi a Abbi Glines. 
Para saber mais sobre o desafio clique AQUI

Nesse mais esse livro fantástico da Abbi Glines, quem encontra o seu par é Woods Kerrington, herdeiro do clube de golfe Kerrington. Eu não pude ficar mais feliz em conhecer o par dele. Della é uma personagem que teve toda a sua infância e adolescência negada, graças a uma situação familiar que a afastou de tudo e de todos. Quando a jovem finalmente se vê livre de todas as amarras, ela parte em uma viagem de carro para ter um gostinho de mundo e finalmente poder tomar a decisão de quem ela quer ser. Acaba que pouco sabendo do que encontraria no caminho, ela para na cidade de Rosemary e Woods se oferece para ajudá-la em uma tarefa simples, mas que representa mais um passo em sua independência.
Woods fica automaticamente fascinado pela garota simples e alegre que conhece por acaso e quando recebe o sinal verde de Della, os dois passam uma noite inesquecível juntos, mas quando o sol nasce e traz a realidade consigo, cada um segue o seu caminho, mas guardando os momentos juntos no coração.
Meses depois, após uma das decepções que a vida colocou em seu caminho, Della vai morar no apartamento de um colega que fez na estrada, em uma cidade diferente, esperando recomeçar. E quando parece que as coisas estão voltando a segurança, ela se vê de volta no caminho de Woods e da paixão prematura que não deixou a sua memória um momento sequer. Recebendo uma segunda chance para não deixar a única garota que mexeu estranhamente com o seu coração, Woods está pronto para abrir mão de um destino previamente traçado para si e se entregar totalmente a Della, porém, o passado de Della se provará capaz de afastá-los, antes que o presente o faça.


"- Eu não quero destruir você - sussurrou ela.
- Perder você seria a única coisa capaz de me destruir."


A Abbi Glines me fez TÃO feliz nesse livro. Porque quem lê a série Rosemary Beach sabe que o casal principal (Rush e Blaire) são o exemplo perfeito daquele clichê romântico que por mais que você tenha lido/assistido 734653 de vezes, continua sendo bom e apelando para aquela parte mole do nosso coração. Não se engane, Estranha Perfeição também conta com toques de clichê, porém, a autora conseguiu variar da problemática do enredo com um passado bastante pesado e interessante em uma personagem bastante pró-life e fez a paixão entre Della e Woods correr na superfície enquanto dava vislumbres de onde tudo começaria a dar errado. Foi malvado e deu fluidez a leitura. 
Eu também jamais poderia imaginar que o problema da Della caberia em uma série tão juventude veraneio como Rosemary Beach e fico muito feliz que deu certo. Traumas e problemas psicológicos não precisam ser abordados apenas em livros pesadões, acho até que fica mais fácil de entender como foi nesse livro, a felicidade acontecendo, mas o problema ainda ali. 

"Eu serei o que ela precisa que eu seja. Eu não posso me afastar dela. Eu tentei. Eu estou viciado. E agora estou prestes a perder a cabeça, porque eu não sei como posso ajudá-la. Eu só preciso encontrá-la e abraça-la durante o resto do dia. Eu preciso saber se ela está bem."

O casal principal é a juventude encarnada mesmo. Extremamente apaixonados, dispostos a abrir mão do conforto para pularem em um vida juntos e eu acho que por não ter havido daquela "te odeio no começo, mas depois te amo", Della e Woods deram a impressão do verdadeiro romance, aquele que bateu e ficou. A Abbi Glines sempre capricha nas cenas de sexo e continua seguindo nessa mesma linha sexy, sem se preocupar se vai ser vulgar ou não (ela sabe que a gente vai curtir, de um jeito ou de outro).
E o gancho gente, foi coisa da Malhação? Foi. Se a Malhação fosse dirigida pela Glória Perez. Só mais uma das razões que eu A-ME-I esse livro e mal posso esperar para ler mais de Della e Woods!

Gente, eu quase nunca comento aqui sobre o trabalho da editora nos livros, né? Eu quase nunca me incomodo com isso (só quando a fonte é pequena, fundo branco ou erros grotescos). 
Mas vou falar aqui que a capa é linda (foi escolhida em votação e foi exatamente a que eu votei YAY), não me lembro de erros, fonte em tamanho confortável e páginas amareladas. Como se desse para essa leitura ficar mais apaixonante!

Avaliação:★★★★



Por Aline Azevedo

0 comentários:

Postar um comentário

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo