Resenha de Melhor que Chocolate, Laura Florand
CampNaNoWriMo 2015: outra competição, dessa vez de escrita
The Wattys: a competição anual do Wattpad




31 de dezembro de 2014

Top 5: Leituras de 2014





E enfim chegou o tão esperado último dia do ano. Dá aquela sensação de nostalgia, não?! Comigo pelo menos é assim. Penso em tudo que vivi este ano, de bom e de ruim (e olha que foram muitas coisas que me aconteceram em 2014), e algumas coisas que espero para o ano que já está praticamente aí.
Só que aqui não é lugar nem hora de falar disso, e sim de uma outra coisinha que também acontece com uma boa parte dos leitores do mundo nessa época do ano e que comigo e com a Aline não é diferente: a contagem de quantos livros lemos e relembrar os livros mais marcantes.
Eu li muitos e muitos livros esse ano, de diferentes estilos, nacionais e internacionais, mas não tanto quanto eu queria. Para alguém que tem uma lista de livros que praticamente todo dia cresce, 87 livros não é muita coisa. Ok, é, mas eu queria ter chego nos 100, e eu não consegui, então essa é minha meta para 2015: ler 100 livros até 31/12/2015.
Será que eu vou conseguir?

Mas agora, sem mais demora, vamos para meu Top 5!
Foi bem difícil a escolha, mas separei os que mais me marcaram.
E aqui está:


5º Lugar: Um Dia, David Nicholls
Resenha AQUI

Esse foi um dos livros que mais demorei a ler em 2014, e ele nem tem tantas páginas assim. Foi mais pela história mesmo. Mas não entendam errado, eu adorei o livro, até porque, se fosse diferente ele não estaria no meu Top 5, não é mesmo?! É que é uma história tensa, ao menos eu achei. Um Dia começa em 15 de Julho de 1988, com Emma e Dexter debatendo o futuro e se beijando. E os próximos capítulos serão sempre 15 de Julho, mas de diferentes anos, e é assim que vamos descobrindo o que vai acontecer com eles. Eles conseguirão realizar seus sonhos? Onde estarão? Com quem estarão? Estarão eles felizes?
Foi um livro que destruiu muitas vezes meu coração, e eu queria parar de ler, mas não podia porque precisava saber como estava Emma ou se Dexter continuava um babaca, então sentava novamente no sofá e lia lia lia até não poder mais. E é principalmente esse o motivo que fez Um Dia estar nesta pequena lista, porque não me deixou soltá-lo nem um minuto sequer.

Uma das minhas metas de 2015 é ver toda semana ao menos um filme "romântico", e esse está incluído na lista. Não sei se vocês sabem, mas esse livro tem filme e a linda Anne Hathaway interpreta a Emma! Eu tenho que ver (e chorar)! Se preparem para um pouco de filme aqui no RomanticLit em 2015.

(É engraçado rever resenhas antigas. O jeito que eu escrevia e o jeito que escrevo agora são totalmente diferentes! haha)

Avaliação: ★★★


4º Lugar: A vida do livreiro A.J. Fikry, Gabrielle Zevin

A.J. tem uma pequena livraria na cidadezinha de Alice Island e ele vive praticamente sozinho desde a morte de sua esposa, mas as coisas estão prestes a mudar e essa mudança tem nome, Maya.
Não sei se sou só eu, mas tem alguns livros que eu gosto tanto, mas tanto, que eu não consigo pôr em palavras o que eu senti lendo. Isso aconteceu com A vida do livreiro A.J. Fikry, e eu não consegui fazer uma resenha decente de jeito nenhum. Então decidi coloca-lo ele aqui, nesse Top 5, para vocês terem noção do quanto eu gostei, do quanto fiquei apaixonada por Maya, do quanto me identifiquei com A.J. e do quanto eu acredito que todo leitor deva ler esse livro. Todos irão entender o amor por livros que boa parte dos personagens têm e irão encontrar no meio das páginas desde clássicos, até Harry Potter e Senhor dos Anéis haha
Esse livro deve ser lido meio que no "escuro", por isso não direi mais nada, apenas: LEIAM!



Avaliação: ★★★


3º Lugar: Austenlândia, Shannon Hale
Resenha AQUI

Jane é apaixonada por Sr. Darcy. Ou melhor, obcecada. Então sua rica e velha tia-avó Carolyn decide, após descobrir esse segredo constrangedor que atrapalha, e muito, a moça viver na realidade, deixar em seu testamento férias pagas para a sobrinha-neta na Austenlândia. A ideia é que Jane tenha uma legítima experiência de como se vivia uma dama no início do século XIX e que consiga se livrar de uma vez por todas de sua obsessão. E assim nossa heroína vai passar por muitas situações constrangedoras, desesperadoras, afinal sem tecnologia e tendo que usar espartilho?!, vai se apaixonar, se decepcionar e quem sabe no fim encontrar seu próprio Sr. Darcy?!
Toda leitora (e leitor) já se apaixonou por pelo menos um personagem, então saberá o que a pobre Jane passa.
Esse livro tem de tudo um pouco e mereceu ter sido citado aqui porque... Jane Austen?! Uma garota que se apaixona por um personagem?! Cenas engraçadas?! Caras lindos e maravilhosos?! Amor verdadeiro?! É motivo o suficiente?


Avaliação: ★★★


2º Lugar: Para Onde Ela Foi
Resenha de Se Eu Ficar AQUI

Eu não sabia que seria capaz de me apaixonar ainda mais por Adam, mas aconteceu. E quer saber, Para Onde Ela Foi é ainda melhor do que Se Eu Ficar.
Como a grande graça do primeiro livro é saber se ela ficou ou não, não vou entrar em muitos detalhes da história desse segundo, apenas que se passa três anos no futuro, é narrado por Adam e... é isso aí. Apenas isso.
Após terminar Para Onde Ela Foi fiquei olhando pro nada e não consegui ler um livro sequer por umas três semanas, o que devo dizer, foi horrível.
Esse, e Se Eu Ficar, valem a pena ser lidos.

P.S: Não falei muito, mas tenham em mente que está em segundo lugar (!) de todas as leituras que fiz esse ano. É muita coisa, não?!





Avaliação: ★★★


1º Lugar: Carta de Amor aos Mortos

Li Carta de Amor aos Mortos faz poucos dias e eu tenho testemunhas do quanto sofri com esse livro. Acho que chorei praticamente quatro horas direto! É... Magnífico!
Ele segue bem o estilo de As vantagens de ser invisível de Stephen Chbosky, todo em cartas e mostra problemas normais na adolescência como não conseguir se enturmar, timidez e não saber quem realmente é, quanto alguns mais pesados como a não aceitação dos outros por ser gay ou lésbica, bebidas, drogas e violência.
As cartas são escritas por Laurel, uma garota que mudou de escola após a morte da irmã e que não consegue superar isso, nem o fato de sua mãe ter ido embora porque “as coisas estavam difíceis para ela” e ter que passar uma semana com seu pai muito triste e uma semana com sua tia muito religiosa. E a escola também é muito difícil. E mesmo quando consegue amigos, ela não quer que eles saibam seus problemas.
Muitas e muitas vezes eu quis entrar naquelas páginas, abraçar Laurel e dizer que tudo ficaria bem. Era como se ela fosse uma pessoa de verdade para mim. Eu ainda sinto isso. Os pensamentos dela eram tão puros, ela é tão extraordinária...
Eu quero o filme desse livro! Ele precisa ir para as telonas! Precisa!!!!!

Avaliação: ★★★


E vocês, pessoal?! Qual foi aquele livro que te destruiu, ou te fez suspirar, ou que te fez chorar de rir? Enfim, qual foi o livro que te marcou? E quantos livros leu em 2014 e quantos pretendem ler ano que vem? Comentem aí pra minha lista ficar ainda maior! haha

P.S: Minha internet voltou! UHUUUUUUL o/


Feliz ano novo pessoal
XOXO
Tiça, Uma Leitora

0 comentários:

Postar um comentário

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo