Resenha de Melhor que Chocolate, Laura Florand
CampNaNoWriMo 2015: outra competição, dessa vez de escrita
The Wattys: a competição anual do Wattpad




25 de junho de 2014

Opinião de Uma Leitora: Escola Noturna, C. J. Daugherty


Escola Noturna (Escola Noturna #1)
Autora: C. J. Daugherty
Gênero: Suspense/ Romance
Editora: Suma de Letras
Páginas: 336

Sinopse: Quando todos estão mentindo, em quem você confia? Quando a adolescente problemática Allie Sheridan vai presa de novo, seus pais decidem que já estão fartos. Assim, ela é despachada para a Academia Cimmeria, um colégio interno bem distante dos seus amigos londrinos. A academia é uma bela construção, cheia de adolescentes lindos e milionários do tipo que viaja de jatinho, foi criado pela babá e só faz compras nos endereços mais exclusivos.
Em Escola Noturna, primeiro volume de uma trilogia, Allie faz novas amizades e conhece Carter, um rapaz solitário com quem ela sente uma conexão imediata.
Só que seus colegas, e talvez até alguns dos professores, estão protegendo um segredo sombrio. Quando o perigo começa a rondar os muros da escola e a violência se torna realidade, Allie terá que decidir em quem confiar, se quiser descobrir o que está acontecendo.



Allie é uma garota que nem sempre foi problemática. Até pouco tempo ela era a filha perfeita, com a vida perfeita, a família perfeita, mas desde que seu irmão desapareceu, ela mudou. Virou uma garota problema. Então quando é presa pela terceira vez (naquele ano) seus pais decidem manda-la para um colégio interno (que ela nunca ouvira falar) para ver se ela enfim se ajusta. A principio ela odeia a nova escola, mas aos poucos consegue amigos e ela se sente tão bem (ou até melhor) ali quanto um dia já se sentiu em sua casa.
Isso até o dia do tão esperado baile de verão.


1. O que achou do livro?

Eu amei este livro desde o primeiro capítulo, desde a primeira frase. O livro já começa agitado, com Allie e seus amigos invadindo e pichando a escola em que ela estudava. A partir daí, a construção da personagem principal e a das que lhe rodeiam torna a história envolvente, para não dizer sombria. Porque sim, é um livro em que predomina o suspense e o mistério, e a descrição do ambiente dá todo um toque de realidade. Dá até um friozinho na barriga, devo dizer.

"Bem-vinda ao seu novo colégio, Allie. Bem-vinda a sua nova vida"

2. Ponto alto

Apesar das cenas quentes dela com Sylvain serem, bem, quentes e as cenas intensas dela com Carter serem, bem, intensas, o que mais me chamou atenção neste livro foi o humor ácido de Allie, que uma parte do tempo é sarcástica e na outra parte não leva as coisas (ou ao menos boa parte das coisas) a sério. Como por exemplo nesta cena:

"Ajeitando as pretas no seu lado, entregou a Allie o cavalo branco.
Allie o ergueu e emitiu um som de relincho. Jo lhe lançou um olhar minguante.
- Pônei - Allie disse fracamente.
-Sério, Allie. Então você odeia jogos de tabuleiro. Tá bom. Xadrez não é um jogo de tabuleiro. Xadrez na verdade só é mais ou menos um jogo, porque na verdade é guerra.
Quando Allie fez uma careta, Jo acrescentou firmemente:
-Portanto xadrez é emocionante - afirmou, apontando em seguida para a peça que Allie ainda estava segurando - Isso não é um pônei. É um cavalo que mata - Indicando um quadrado, falou: - Põe aqui.
Tentando parecer séria, Allie colocou o cavalo onde Jo mandou, mas, lançando um olhar de rebeldia para a amiga, murmurou baixinho:
- Cavalinho bonzinho."

3. Ponto baixo

O ponto baixo para mim de todo o livro foi Sylvain. Foi o único personagem que me deu a impressão dela (a autora) ter se perdido ou não ter conseguido se decidir de como ele (Sylvain) seria. Afinal, no começo ele é um perfeito cavalheiro. Depois se torna um, como eu poderia dizer sem falar um  palavrão?, idiota. E depois ele se torna sensível e preocupado. Talvez no segundo livro viremos a entender qual é a dele, mas por enquanto...


4. Qual o seu personagem favorito? 

Allie sendo minha personagem preferida seria muito previsível, apesar de ela ser, então comentarei sobre outra personagem que me encantou e até mesmo que me identifiquei, uma que apesar de ter aparecido apenas da metade para o final do livro, se tornou importante tanto para a história quanto para Allie: Rachel.
Rachel é uma garota bem inteligente, que parece gostar bastante de ler, que vira uma super amiga para Allie quando ela mais precisa... e um tanto deslocada, que não sabe ao certo em quem confiar e não se encaixa facilmente. Foi isso que eu entendi sobre ela, ao menos 

5. Qual elogio/crítica daria a essa autora?

O meu elogio seria para o quão bem ela construiu a história, deixando mais e mais intrigante, nos fazendo suspeitar das intenções das personagens que rodeiam Allie e do que poderia acontecer a seguir e também do quão bem ela fez os personagens se tornarem humanos.
A minha crítica é um apelo a todos os escritores: parem de escrever livros com continuação!!!!!!! Meu bolso agradece haha

Nota: 1 2 3 4 5 6 7 810

7. Deixe um recado para os futuros leitores desse livro

Primeiramente, não vá esperando um romance. É um livro com romance. Tem um diferença.
Segundo, preparem-se para duvidar muito de todos neste livro.
Terceiro, preparem-se também para o fato de que o segundo livro ainda não lançou no Brasil e pelo que soube, ainda não tem-se uma previsão.
Fora isso... acrescente a sua lista de livros a ler!



XOXO
Tiça, Uma Leitora

0 comentários:

Postar um comentário

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo