Resenha de Melhor que Chocolate, Laura Florand
CampNaNoWriMo 2015: outra competição, dessa vez de escrita
The Wattys: a competição anual do Wattpad




24 de janeiro de 2014

RomantiCine: Como Não Perder Essa Mulher

Oi, gente! Mais um ano começa (começou há algum tempo já) e mais resenhas de filmes surgem no horizonte. Nesse ano eu não farei o Desafio 365 Dias de Filmes, porque não consegui chegar nem perto da meta no ano passado, mas as resenhas continuam e manterei-as na tag do desafio. Continuarei postando resenhas de gêneros variados, fazendo destaque para o romance no filme, porque romance é bom e nós gostamos muito! 



Como Não Perder Essa Mulher (Don Jon)
Gênero: Comédia Romântica/Drama
Ano de lançamento: 2013
Duração: 90 minutos
(+16)

Sinopse: Johnny era como a maioria dos caras jovens e bonitos, um playboy. Com seus amigos avaliava todas as mulheres das boates, encaixando-as em seus ranking de 1 á 10 e levando as mais bonitas para casa. Morenas, loiras, ruivas, curvelíneas, mulheres que sem dúvida, levariam os homens a loucura, entretanto, no fim da noite Jon acabava por correr para a única coisa que conseguia levá-lo ao êxtase extremo. 
Sites de pornografia. E bem... sua mão.


Em "Como Não Perder Essa Mulher", conhecemos a história de Johnny (Joseph Gordon-Levitt), um jovem e belo rapaz que não dispensa uma bela mulher, selecionando-as pura e simplesmente por seus corpos e com seu charme e lábia, acabando ao levá-las com facilidade para cama. O porém dessa história toda de juventude, virilidade e imprudência é que, Johnny é viciado em pornografia e só consegue alcançar o ponto máximo do prazer sexual com um bom video pornô. 

Em uma de suas saídas noturnas, Jon conhece Barbara, uma bela e inteligente loira, que consegue fazer a diferênça e atrair atenção para si, quando recusa as suas investidas e o deixa de queixo caído. Jon fica obssecado por ela, chegando a caçá-la no Facebook e marcar encontros (dessa vez românticos) para conquistar seu coração. Ao decorrer do relacionamento que se constrói, chega a crer que a ama e que ela era a mulher certa para se passar o resto de sua vida. Porém quando finalmente tem sua primeira noite juntos, Jon volta para a pornografia. Em meio a indecisão de ficar com ela mesmo não conseguindo sentir prazer ou terminar o relacionamento, Barbara faz uma descoberta chocante sobre seu namorado e Jon, revoltado e frustrado, encontra a resposta que sempre procurou em alguém diferente para o seu padrão, uma jovem senhora de seu cursinho, que já aprendeu o suficiente da vida para mostrá-lo o que realmente procura.

Ok, esse filme pode parecer um pouco asqueroso na questão "pegador" do Jon. Mas pelo contrário, é tudo muito engraçado e comovente. O personagem tem tudo para ser galã e conseguir tudo e todos que quer, mas no final, acaba por se render ao vício que adquiriu a anos e que acaba por atrasar e complicar sua vida. Com narrativa em primeira pessoa, acompanhamos o processo de seleção e conquista e no final, de derrota para o pornô. Após passar a fase "namoro", Jon continua no cursinho que Barbara o forçou a ir e lá conhece  Esther (Julliane Moore), que com seu jeito livre e espontâneo acaba conquistando sua confiança e guiando-o por caminhos muito além dos carnais, para apresentá-lo ao prazer verdadeiro de uma relação a dois. 

A Julliane Moore, foi simplesmente fantástica nesse filme! É uma atriz incrivelmente bela e versátil e sua personagem tem uma trajetória de vida bastante comovente, o que me faz amá-la ainda mais. A confidência entre os personagens é algo que eu não esperava encontrar nesse filme e que guiou a minha avaliação para uma lado totalmente diferente. A volubilidade inicial é substituída por uma fragilidade de sentimentos comovente e foi gratificante ver Jon dar o certo valor a sí e as mulheres com quem ficava. E como falar de versatilidade, sem falar de Joseph Gordon-Levitt? Mais uma vez atuando de forma espetacular, e além disso, produzindo o roteiro e dirigindo o filme. 

A única coisa que me desagradou foi a tradução nacional do título, deu uma bela descaracterizada para quem tem uma primeira impressão do filme. 

Se você procura uma comédia romântica incisiva, diferente de qualquer uma que já assistiu, dê uma chance para "Como Não Perder Essa Mulher", tenho certeza de que não irá se arrepender!

Avaliação: ★★★★


Beijos!
Aline, Uma Leitora

0 comentários:

Postar um comentário

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo