Resenha de Melhor que Chocolate, Laura Florand
CampNaNoWriMo 2015: outra competição, dessa vez de escrita
The Wattys: a competição anual do Wattpad




21 de janeiro de 2014

Opinião de Uma Leitora: Paixão Sem Limites, Abbi Glines



Autor: Abbi Glines
Gênero: New Adult
Editora: Arqueiro
Páginas: 184

Sinopse: Blaire Wynn não teve uma adolescência normal. Ela passou os últimos três anos cuidando da mãe doente. Após a sua morte, Blaire foi obrigada a vender a casa da família no Alabama para arcar com as despesas médicas. Agora, aos 19 anos, está sozinha e sem lugar para ficar. Então não tem outra escolha senão pedir ajuda ao pai que as abandonara. Ao chegar a Rosemary, na Flórida, ela se depara com uma mansão à beira-mar e um mundo de luxo completamente diferente do seu. Para piorar, o pai viajou com a nova esposa para Paris, deixando Blaire ali sozinha com o filho dela, que não parece nada satisfeito com a chegada da irmã postiça. Rush Finlay é filho da madrasta de Blaire com um famoso astro do rock. Ele tem 24 anos, é lindo, rico, charmoso e parece ter o mundo inteiro a seus pés. Extremamente sexy, orgulha-se de levar várias garotas para a cama e dispensá-las no dia seguinte. Blaire sabe que deve ficar longe dele, mas não consegue evitar a atração que sente, ainda mais quando ele começa a dar sinais de que sente a mesma coisa. Convivendo sob o mesmo teto, eles acabam se entregando a uma paixão proibida, sobre a qual não têm nenhum controle. Mas Rush guarda um segredo que Blaire não deve descobrir e que pode mudar para sempre as suas vidas.



Em "Paixão Sem Limites", nós conhecemos a história de Blaire Wynn, que após o falecimento de sua mãe e única parente próxima, precisa se desfazer dos bens da família para quitar as dívidas hospitalares que anos de quimioterapia geraram, assim, ficando sem lugar para ir. Blaire tem de engolir o orgulho que a manteu afastada de seu pai desde que esse as abandonou e segue para a Flórida atrás de amparo até quando puder voltar a se manter. Saindo de uma realidade nada bela, cheia de dores e frustrações, Blaire é lançada de uma pequena cidade no Alabama para a badalada praia de Rosemary, onde tudo é riqueza e requinte.

Em meio a toda essa mudança forçada e com a ideia de encarar o genitor que abandonou a esposa com câncer aos cuidados de uma criança, Blaire não se sente nada decepcionada ao receber a notícia de que seu pai viajou para Paris com a sociallite com qual casou e mais uma vez, não se importou com o bem estar da filha. Em meio a uma festa de arromba, Blaire é introduzida ao anfitrião, que diferente do que pensava, não era o velho e amargo Abraham, mas sim um lindo e selvagem Rush Finlay. Após um fortíssimo atrito inicial, Rush a deixa ficar hospedada em sua casa até que o pai dela volte e eles resolvam essa situação. Entretando, diferente do que imaginava, Blaire não era uma sanguessuga como seu pai. Com muito esforço e humildade, conquistou em pouco tempo sua independência financeira e o respeito e desejo mais do que suficientes para permanecer no coração de Rush. Mas seria ele merecedor de alguém tão louvável como Blaire? O segredo que esconde da garota por quem está apaixonada pode mudar o rumo dessa história, mais do que a diferença gritante entre eles. E uma coisa que a loira deseja, sem dúvida, dispensar é mais uma dose de dor e perda.

1. O que achou do livro?

Deliciosamente apaixonante. Sabe quando você vive atrás de um livro que te roube o fôlego, que te faça sentir aquela dor e paixão física e no final, o seu mundo fica sem chão? Pois bem, a Abbi Glines me proporcionou uma das melhores leituras até agora, não no ano, mas em toda a minha curta vidinha. Vamos esclarecer, eu AMO um bom drama. Então quando cheguei ao clímax da leitura, fiquei um pouco no ar, achando que o "segredo" seria muito mais do que realmente foi. Porém, logo percebi que não foi arrebatador, porque "Paixão Sem Limites" é pé no chão. É real, é possível e lida com o impacto real dos sentimentos nas pessoas. Claro que por mais que tenha sido um drama bem estruturado, porém básico, é todo envolto com patricinhas esnobes e tecidos finos e a junção do requinte do cenário, a realidade do enredo e os opostos extremos dos protagonistas foi o BOOM necessário para a série "Sem Limites" me ganhar permanentemente. O romance foi enlouquecedor! O Rush é o típico badboy, mas diferente dos outros, não chegou em nenhum momento a tratar a Blaire de maneira revoltante, pelo contrário, desde o momento que pousou os olhos sobre toda aquela sedução do Alabama fez de tudo para frear o desejo e manter distância, porque sabia que ela acabaria abalando seu alicerces. Tentaram até ser bons amigos, mas o momento de distanciamento na vida dos dois só fez com que o desejo um pelo outro se tornasse mais evidente. Isso quer dizer, o choque de corpos, mentes, corações acima de tudo, da necessidade de ter alguém em um momento de tamanhas mudanças foi fabuloso! Nada promíscuo, mas sem dúvida, sexy!
A capa nacional ficou maravilhosa! Tudo a ver com o livro e nos dá uma base (para quem não cria a imagem dos personagens na cabeça), de como seria a Blaire (linda e uma cowgirl arraso). A diagramação está certinha, fonte em tamanho confortável, tudo o que precisava para devorar esse new adult contagiante! (Tirando que eu estou desamparada, desesperada, morta na BR pela continuação. OLÁ, já é fevereiro?).


2. Ponto Alto

A maneira triste com que a Blaire aprendeu a deixar as coisas irem embora. O final do livro é apavorante, é excruciante e apesar de toda aquela cena linda e triste, a realidade de que ela já perdeu tanto, que perder mais alguém que ama é normal, é necessário, me despedaçou. É mórbido, mas foi ponto alto porque me fez sentir aquele vazio, sabe? O distanciamento que mesmo o contato entre corpos não conseguiu recuperar. E que gancho para o próximo livro, hein? Socorro, senhor!

"Não foi Rush quem me fez fugir. Foi ele quem me fez querer ficar".

3. Ponto baixo

Não é um ponto baixo, mas preciso me expressar. Eu ODEIO a Nanette. Claro, que ninguém deve amá-la, mas porque alguém tão ruim, gente? 


4. Qual o seu personagem favorito?

Meu coração tem lugar para todo mundo! Eu adoro a Blaire, fico impressionada com o quão firme ela é em suas decisões, mas eu também amo o Rush, porque ele é intensidade, desastre e amor, mas o Woods exerce um poder sobre mim, toda aquela coisa profissional e protetora é ótima. E o Garett foi o anjinho a guiar a Blaire pelos escuros caminhos da vida rica, então está no meu core também. E assim vai...

"O amor agora não bastava. O amor não basta quando nossa alma está em pedaços".


5. Qual o elogio e/ou crítica que daria a autora?

Não há muito o que dizer. Tirando que ela merece todo o sucesso que faz, não só por escrever bem, mas por sempre se preocupar e se manter atualizada com seus fãs. Essa mulher escreveu um dos melhores livros que eu já li até hoje, o que me dá ainda mais vontade de continuar lendo e fazendo a manutenção desse sentimento tão gostoso que é se sentir feliz por personagens que nem existem na vida real, mas que ganham alma e essência, além de um cantinho especial em nossos corações. Não tenho nada de bom ou ruim a dizer, mas tenho um pedido: CONTINUE ESCREVENDO.


6. Nota: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10


7. Deixe um recado para os futuros leitores desse livro

Ler "Paixão Sem Limites" é uma experiencia fantástica. O coração dos personagens conversa diretamente com o seu. Dor, paixão e revolta, conclusão: tudo o que procuramos em um bom livro.

"Será que a minha vida será sempre de perdas?"


Não esqueça de deixar sua opinião nos comentários!

Beijos!
Aline, Uma Leitora

1 comentários:

  1. Amei esse livro tb! Só elogios... a história é muito boa!
    Uma das minhas preferidas em 2013!
    Beijos,
    http://cladoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo