Resenha de Melhor que Chocolate, Laura Florand
CampNaNoWriMo 2015: outra competição, dessa vez de escrita
The Wattys: a competição anual do Wattpad




4 de janeiro de 2014

Opinião de Uma Leitora: Profundamente Sua, Sylvia Day



Profundamente Sua (Crossfire #2)
Autor: Sylvia Day
Gênero: Romance/Erótico
Editora: Paralela
Páginas: 250

Sinopse: Gideon Cross. Ele é tão bonito e perfeito do lado de fora quanto é danificado e atormentado no interior. Ele era uma chama brilhante e ardente que me chamuscou com o mais escuro dos prazeres. Eu não poderia ficar longe. Eu não queria. Ele era o meu vício... meu desejo... todo meu. Meu passado foi tão violento quanto o dele, e eu estava tão machucada. Nós nunca iríamos ser normais. Era muito difícil, muito doloroso... exceto quando era perfeito. Aqueles momentos em que a voragem do amor desesperado eram a loucura mais requintada. Fomos completamente subjugados pela nossa necessidade. E a nossa paixão nos levaria além dos nossos limites para a mais doce borda da mais nítida obsessão.


E é aberta a caixa de pandora. Em "Profundamente Sua", as promessas de amor eterno entre Gideon Cross e Eva Tramell continuam, porém, a realidade bate a porta e os problemas de qualquer casal comum são fichinha diante da rede de mistérios e intrigas em que o casal irá se meter. A possessividade de Gideon atinge níveis sufocantes para qualquer mulher, ainda mais para Eva, que sempre lutou tanto por sua liberdade e enquanto tenta fugir das garras super protetoras de seu namorado, é surpreendida por mais uma porção de segredos criados em cima da base já nada sólida de seu relacionamento. Corinne, Christopher Vidal e um demônio do passado surgem da escuridão para tocar terror em suas vidas e a fragilidade de seus corações é a ameaça principal. Tendo que voltar a viver sem a certeza do amor, Eva encontra forças para acertar contas com seu passado e o de Gideon, lançando seu amor a linha tênue que separava esse sentimento fortíssimo e essencial em suas vidas e o término doloroso e praticamente inevitável deste.

Ai, como eu gosto do rumo que essa série está tomando! Jamais poderia imaginar que Crossfire pudesse se tornar mais perigosa e intensa do que já era, mas é claro que a Sylvia Day chegou com tudo para me provar o contrário. E claro, revelar porque nunca enjoaremos da sensualidade de Gideon Cross: porque é como um maldito vinho, a cada gole que você degusta, mais descobre e mais se delicia e apaixona. É assim que as revelações acontecem em "Profundamente Sua", Sylvia nos leva ao limite da paciência, para nos presentear com um momento de vulnerabilidade e segredos de deixar até a pessoa mais calma, socando paredes. Sem falar, é claro dos personagens coadjuvantes que reavivaram nosso amor, com suas super participações, Cary, Victor Reyes, Ireland e Mônica, que a-rra-sou! O enredo de "Profundamente Sua" foi cheio de pistas que com sua velocidade de acontecimento, quantidade e intensidade, acabaram por nos despistar de algo bem maior, a redenção final dos problemas de Eva, que deixa os fãs divididos entre o inevitável alívio e o sentimento de que por maior que fosse o merecimento, aquilo não foi certo.


1. O que achou do livro?

Verdadeiro. Porque cá entre nós, Gideon Cross pode ser a reencarnação do sexo na terra, além de ser milionário e super possessivo, mas em algum momento na relação incrivelmente carnal de Eva e Gideon, eles começariam a sertir falta do famoso "algo mais". No primeiro livro da agora saga Crossfire, tivemos já muitos problemas de origem ciumenta e consequências de passados do qual não faziamos ideia do que se tratavam e para a felicidade geral da nação Cross, em "Profundamente Sua", Gideon finalmente abre uma brecha de sua caixa de pandora e acabamos por conhecer um pouco do passado que custa tanto a esconder. Quanto mais informações novas escapam, mais esse passado fere Eva e torna o relacionamento dos dois difícil e perigoso. Como sempre, o jogo de intrigas onde a autora adicionou os "outros", ganha um novo participante e se o ciúme exagerado de Gideon já parecia assustador no primeiro livro, algumas de suas ações são difíceis de engolir, mesmo sabendo que são para preservar o bem maior em sua vida, seu amor por Eva e principalmente, o dela por ele. Fiquei contente em encontrar os problemas verdadeiros de um relacionamento, não uma realidade alternativa onde tudo são rosas e os problemas inevitáveis não podem atingi-los. Pelo contrário, a autora ateia fogo no amor dos dois, lançando-os aos extremos desse sentimento de mil facetas e colocando a prova essa necessidade carnal, tornando algo ainda mais forte. A Sylvia Day arrasa nas linhas e nos corações e mentes dos fãs e mais uma vez, o segundo livro é melhor do que o primeiro e provavelmente o terceiro será melhor que o segundo. É um ciclo de evolução fabulosa em sua escrita e enredo, do qual eu não me canso de ler e elogiar.

2. Ponto alto

Provavelmente a "nova Eva". Fiquei com os olhos brilhando de felicidade quando a vi se reerguer mais uma vez, sair de baixo da asa de Gideon e ir atrás das respostas que tanto queria e tudo isso, sem duvidar momento algum da veracidade das revelações de Gideon. Foi uma prova de liberdade e auto suficiência que a personagem estava precisando e deu um gás todo novo a estória, além de um novo lado nessa mulher, um que Gideon ainda precisará conhecer. GO EVA!

"Você me abalou à primeira vista", ele comentou com a voz um pouco rouca. "Eu não conseguia desviar os olhos. Queria ter você naquele momento. Era um desejo excessivo. Quase violento. (Pág. 15)

3. Ponto baixo

O final do livro foi... estranho. Terminei de lê-lo recentemente, então ainda não sei como organizar meus sentimentos e fazer uma análise justa, entretanto, o que eu sinto agora é que não foi certo. É o que o Brasil e o mundo queria que acontecesse, mas não consigo imaginar algo assim sendo feito e logo em seguida esquecido/acobertado para que o casal voltasse a ser feliz. Sim, eu sei que esse acontecimento baniu um medo sempre presente no casal, mas por mais que eu ame o Gideon, a Eva e a escrita da Sylvia, não posso dar uma nota alta, se não me senti bem com o que aconteceu.

4. Qual o seu personagem favorito?

Só por chutar o pau da barraca e ir acertar contas, a Eva. Foi fabulosa e libertadora sua mudança, um tapa na cara da consciência que sinto falta em muitas outras personagens de outras séries, que se deixam ser monopolizadas para viver um grande amor.

"Você acha que basta dizer algumas palavras e tudo entre nós chega ao fim? Nossa história não vai acabar, Eva" (Pág. 234)

5. Qual elogio e/ou crítica daria a autora?

Elogios: Eu gosto do rumo que essa série está tomando. Não ficou repetitiva, não ficou excessivamente erótica e os toques de sentimentos reais nos personagens torna a leitura totalmente prazerosa. Não imaginava que seria inserido esse toque policial e que tantos novos/antigos personagens surgiriam para dar seu toque especial a esse tempero já perigoso e caliente e cara, que surpresa fantástica! Na questão escrita, nunca tive do que reclamar, a Sylvia Day é mestre nessa arte de narrar o prazer e suas consequências de forma calorosa e explícita, sem tornar o livro uma farofa vulgar (sexy sem ser vulgar, define). Os personagens novos, o ciúme indomável, a dor dilacerante, porém necessária e os atos impensados dos personagens aconteceram de forma tão rápida, que no final, quando tudo é interligado e esses acontecimentos fazem sentido como um todo, você leva aquela paulada na cabeça e chocado se pergunta "como eu não vi isso acontecendo, meu pai?". É isso que me faz dar pulinhos de excitação em um livro e Sylvia, aqui estou eu novamente, pulando como se não houvesse amanhã.
Críticas (ou não): Não sei se essa continuação da série, com os próximos dois livros narrados pelo Gideon será uma coisa boa. Claro que sempre queremos o POV de nossos protagonistas queridos, mas tenho medo de virar encheção de linguiça e uma série tão boa quanto essa (que como vocês viram, eu não me canso de elogiar), perca seu valor. Toda essa demora para o lançamento já está deixando os fãs chateados e por mais que amemos esses livros, espera excessiva mais decepção pode resultar em desgosto geral. Não há crítica, é só isso que me preocupa.

6. Nota: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

"Talvez existissem pessoas no mundo cujo o amor era capaz de sobreviver a tudo, mas o meu era do tipo frágil. Precisava ser cultivado para criar raízes mais profundas e crescer". (Pág. 184)

7. Deixe um recado para os futuros leitores desse livro

Nós amamos Gideon Cross. E como eu sei disso? Bem, porque eu trocaria qualquer cena de fazer a libido sambar, por a revelação de algum de seus segredos do passado. E temos muito disso em "Profundamente Sua". Um casal profundamente apaixonado, que viveram coisas profundamente marcantes, lutando por um sentimento profundamente verdadeiro e perigoso e que resultará em um choque de corações e corpos profunda e inteiramente quente. 

Algumas centenas de páginas que são, diferente do primeiro livro, preenchidas com muito mais do que apenas desejo carnal e nada menos do que uma paixão alucinante.

Beijos!
Aline, Uma Leitora

0 comentários:

Postar um comentário

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo