Resenha de Melhor que Chocolate, Laura Florand
CampNaNoWriMo 2015: outra competição, dessa vez de escrita
The Wattys: a competição anual do Wattpad




1 de janeiro de 2014

News: Sylvia Day disponibiliza trecho de "Captivated By You" em comemoração ao Ano Novo


Existe maneira melhor de começar o ano do que com um trechinho daquela continuação que nunca chega e que está tirando o seu sono? Acho que não, né? Por isso, a Sylvia Day, autora da série "Crossfire" disponibilizou um pequeno trecho, que segundo ela, pode ser uma cena espelhada no ponto de vista de Eva, uma cena alternativa ou nada, do quarto livro da série, "Captivated By You", que é narrado pelo protagonista Gideon Cross. 

Postarei aqui apenas a tradução, já que a autora pediu para que não repostassem em nenhum outro lugar. A tradução foi feita por mim, reles leitora, portanto pode estar com muitos ou milhares de erros :3


Não eram nem sete da manhã.

Deixei o apartamento que Eva divide com Cary apenas algumas horas mais cedo, querendo dar a ela algumas horas de sono antes de ir para o trabalho. Estivemos juntos a noite toda, ambos ávidos e necessitados. Mas tinha algo a mais, também. Uma urgência da parte de Eva que me corroeu e me deixou inquieto.

Algo incomodava a minha esposa.

Meu olhar flutuou até a janela e além da vista de Manhattan e se fixou na parede vazia onde a colagem de fotos dela e nossa estaria pendurada no mesmo local no meu escritório em nossa casa na Quinta Avenida. Eu podia imaginar a colagem claramente, tendo passado incontáveis horas estudando-a ao decorrer dos últimos meses. Olhar para a cidade uma vez tinha sido o jeito que eu encapsulei meu mundo. Agora, eu realizo isso olhando para Eva.

Sentei em minha mesa e despertei o computador com um balanço do mouse, tomando uma profunda e longa respiração enquanto o rosto da minha esposa tomava o monitor. Ela não usava maquiagem alguma na foto que era o meu protetor de tela e um punhado de sardas leves no nariz a fez parecer mais jovem do que seus vinte e quatro anos. Meu olhar deslizou pela curva de suas sobrancelhas, o brilho de seus olhos acinzentados, o volume de seus lábios. Nos momentos em que me permito pensar sobre isso, eu posso praticamente sentir aqueles lábios contra minha pele. Seus beijos eram bençãos, promessas do meu anjo que fazem valer a pena viver a minha vida.

Com uma exalação determinada, peguei o telefone e disquei Raúl rapidamente. Apesar do cedo horário, ele atendeu alerta e imediatamente.

"Minha esposa e Cary Taylor estão indo hoje para San Diego," Eu disse, minha mãe fechando em punho com o pensamento, Eu precisei dizer mais nada.

"Entendido."

"Eu quero uma foto recente de Anne Lucas e um resumo detalhado de onde ela estava na noite passada em minha mesa ao meio-dia."

"No mais tardar," ele afirmou.

Eu desliguei e encarei o belo e cativante rosto de Eva. Eu a peguei em um inesperado e feliz momento, um estado que estava determinado a mantê-la até o resto de sua vida. Todavia na noite passada ela esteve distraída por um encontro com uma mulher que eu uma vez usei. Fazia algum tempo que desde que cruzei caminho com a Dra. Anne Lucas, mas se ela era responsável por agravar minha esposa, ela me verá novamente. Em breve.

Abrindo minha caixa de entrada, comecei a peneirar meus e-mails, esboçando respostas rápidas quando requeridas e trabalhando em direção à linha de assunto que me chamou a atenção no momento em que o e-mail do meu cliente abriu.

Eu senti Eva antes de vê-la.

Levantando minha cabeça, meu digitar desacelerou. Uma súbita onda de alívio acalmou a agitação que senti quando não estava com ela.

Eu me inclinei, para melhor apreciar a vista. "Você levantou cedo, meu anjo."

Eva estava na porta do meu escritório, seu cabelo loiro despenteado em volta de seus ombros, seus lábios e bochechas coradas pelo sono, seu corpo curvelineo vestido em uma regata e shorts. Ela estava sem sutiã, seus seios exuberantes suavemente inchados sob o algodão. Pequena e voluptuosa, ela muitas vezes ressaltava o quão diferente estava da mulher que eu tinha sido fotografado antes dela.

"Eu acordei sentindo sua falta," ela respondeu, com a voz gutural que nunca falhava em me deixar duro. "A quanto tempo você está acordado?"

"Não muito." Eu empurrei a gaveta do teclado para abrir caminho para ela na minha mesa.

Ela caminhou a pés descalços, casual e sensual por natureza. O momento em que a vi pela primeira vez eu soube que ela me destruiria. A promessa esta lá, em seus olhos e no jeito como se movia. Em qualquer lugar que estivesse, os homens olhavam para ela. A cobiçavam. Assim como eu fiz.

Postagem original (CONFIRA)


Sinopse encontrada no Goodreads (trecho da capa traseira do livro)

Gideon me chama de seu anjo, mas ele é o milagre em minha vida. Meu belo guerreiro ferido, tão determinado a matar meus demônios enquanto se recusa a encarar os seus próprios.

Os votos que trocamos deveriam ter nos unidos mais forte do que carne e sangue. Em vez disso, eles abriram velhas feridas, expuseram dor e inseguranças e atraíram das sombras velhos inimigos. Eu o senti escorregar das minhas mãos, meus maiores medos se tornando realidade, meu amor sendo testado de maneiras que não tenho certeza se sou forte o suficiente para aguentar.

No mais brilhante tempo em nossas vidas, a escuridão de seu passado invadiu e ameaçou o que trabalhamos tão duro para construir. Nós encaramos uma terrível escolha: a familiar segurança da vida que tivemos antes um do outro ou lutar por um futuro e que de repente parecia um sonho impossível e sem esperança.


YAY! Sylvia Day sempre nos enchendo de dúvidas sobre esse, que será o penúltimo livro da série "Crossfire". "Captivated By You" ainda não tem previsão de lançamento. Enquanto isso, nos resta ficar com os lançamentos já existentes da autora aqui no Brasil.


Beijos!
Aline, Uma Leitora

3 comentários:

  1. Olá, Aline, me explique as imagens, são as capas dos próximos livros?

    ResponderExcluir
  2. Por favor informa quando vai ser lançado no Brasil!!!!

    ResponderExcluir

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo