Resenha de Melhor que Chocolate, Laura Florand
CampNaNoWriMo 2015: outra competição, dessa vez de escrita
The Wattys: a competição anual do Wattpad




15 de janeiro de 2014

Opinião de Uma Leitora: Amigo Secreto, Sylvia Day



Amigo Secreto
Autor: Sylvia Day
Gênero: Romance/Erótico
Editora: Paralela (Cia de Letras)
Páginas: 118

Sinopse: Em "Amigo Secreto", a autora narra duas histórias contemporâneas, bem apimentadas e muito românticas que certamente farão as leitoras perderem o fôlego. A primeira, que dá título ao livro, conta a história de Nick e Steph, colegas de trabalho que secretamente sentem uma enorme atração um pelo outro. Isso até o momento que Nick tira Steph no amigo secreto e escolhe um presente claro e direto: uma foto sensual e provocadora que promete esquentar as coisas entre eles. Já a segunda narra o relacionamento difícil e obsessivo de um casal que se vê envolvido na investigação e no roubo de joias de Gideon Cross.


Para quem já foi laçado pela ótima escrita e enredos da autora Sylvia Day, fique tranquilo e agarre seu exemplar de "Amigo Secreto", você provavelmente já foi escravizado pela série Crossfire, então não há com que se preocupar :D

Em "Amigo Secreto", contamos com dois contos da autora, "A Lista de Desejos", o natalino e "Sangue e Rosas", que envolve um assalto no universo das Indústrias Cross. Cada conto tem aproximadamente sessenta páginas e como são bem resumidos, vão direto ao ponto.
"A Lista de Desejos" conta a história de Stephanie Matin, que após escrever uma lista de desejos natalinos, nada menos do que pecaminosos direcionados a seu colega de trabalho, Nick e acreditar ter se livrado dela, descobre que este a encontrou e que após tirá-la no amigo secreto da empresa, está mais do que disposto a riscar todos os itens da lista.

Já em "Sangue e Rosas", o tema abordado é uma família de criminosos, onde Anastasia Miller, investigadora particular de uma grande seguradora e dilha dessa família volta a sua cidade natal, em busca de resolver mais um encrenca em que sua família se meteu e acaba por dar de cara com o passado. Este sendo o delegado federal Jake Monroe, o qual teve de abandonar para seguir seu caminho de perigo e criminalidade. Enquanto luta para resistir a submissa que insiste em se render as ordens de Jake, o detetive não mede esforços para prender não só seu corpo, mas também seu coração. Seja qual for o risco.

1. O que achou do livro?

Gostei da variação no tema dos contos. Sei que nos EUA, eles foram publicados separadamente, então foi um bom arranjo da editora, não nos deixando cair naquela preguicinha de ler duas histórias seguidas com o mesmo tema. "A Lista de Desejos" é mais light, o enredo é mais limitado, já que trata de um casal de amigos que nutriam sentimentos (carnais e afetivos) um pelo outro e a lista foi a "descupa" para que eles liberassem a tensão e passassem a conhecer um ao outro melhor. Não por isso é ruim, pelo contrário, os adereços natalinos, como gorros de papai noel e aventais decorados dão todo um charme e calor ao enredo, é daqueles romances que te deixam suspirando de contentamento no final. Adorei!

Já "Sangue e Rosas" é mais encorpado, por ter que desenvolver melhor o enredo e resumir toda a história da família Miller e do relacionamento entre Jake e Anastasia em poucas páginas. Diferente do primeiro, nesse o sexo não é narrado tantas vezes, já que tem muita adrenalina rolando, mas é sensual e acaba sendo mais atraente por conhecermos mais dos personagens. Amei, também!
O trabalho da Paralela em questão de diagramação, foi excelente. Nada de erros, a capa é dura e lindíssima, além dos adornos no início de cada capítulo. 
Resumindo, foi uma leitura rápida e deliciosa e apenar de pequenos, os contos são bem escritos e com enredos significativos.


2. Ponto alto

Vou fazer dos dois contos, para ser justa.
A Lista de Desejos: O conto ter mais do que apenas sexo. Quando, na sinopse, você se depara com a questão da lista de desejos, já imagina que será tudo sobre aquilo, mas pelo o contrário. A lista foi o ponta pé inicial para Nick perceber que o que sentia por Steph ia muito além do carnal. Mesmo com todos os segredos dela, ele ainda se mantém firme na vontade de fazê-la feliz.

Sangue e Rosas: A ação. Gente, a Sylvia Day tem mão boa para ação, ainda mais intercalando-a com cenas de tirar o fôlego. O conto é curto, mas podemos encontrar essa sequência de cenas e se uma família de assaltantes já parecia adrenalina o suficiente, com a narrativa (em terceira pessoa, hein!) da Sylvia, tudo consegue ficar ainda mais excitante.

"'Jake, por favor..." O cheiro e o toque do couro despertaram lembranças ardentes do passado, necessidades que somente Jake era capaz de aplacar." (Pág 98 - Sangue e Rosas)

3. Ponto baixo

No geral, não creio que existam pontos baixos. São contos curtos, então tudo permanece bastante superficial. O que basta para seguirmos a estória é uma introdução aos personagens e ao assunto e isso não faltou, além do chilli que cada enredo, em suas diferenças tem.


4. Qual seu personagem favorito?

A Lista de Desejos: O Nick é fenomenal. Um cara conhecido como pegador, mas que no fundo tem medo de fazer papel de idiota na frente da única mulher que deseja de verdade. 

Sangue e Rosas: Anastasia. Como eu amo mulheres independentes! E mesmo rolando uma questão Dominador/Submissa, ela não perde a pose e a inteligência. Se eu pudesse ter um pouco mais de algum desses dois casais, seria de Jake e Anastasia. Um policial dominador e uma investigadora/criminosa submissa. Uma combinação que só pode resultar em coisa boa.

"'A gente se dá tão bem, Steph [...] Em todos sentidos quem importam". (Pág. 44 - A Lista de Desejos)

5. Qual crítica e/ou elogio daria ao autor?

Críticas: Tenho um certo problema com "paixões instantâneas". Em "A Lista de Desejos", por mais que a tensão sexual entre Nick e Steph estivesse rolando há algum tempo, achei um pouco precipitada a maneira como eles rapidamente se envolveram com juras de amor após a realização dos desejos.
Elogios: Todos. Da Sylvia Day, eu só tinha lido a série Crossfire, então estava acomodada a narrativa em primeira pessoa, aos conflitos e cenas quentes entre Gideon e Eva e foi uma delícia conhecer seus talentos além dessa série. A autora é incrivelmente versátil, sambando na cara das invejosas quando prova que pode escrever com a mesma qualidade, em terceira pessoa e tirando enredos diferenciados de uma caixinha infinita! Enquanto alguns autores se agarram a um gênero ou casal como se fosse a mão de Deus, a Sylvia se arrisca, pulando fora da zona de conforto e nos proporcionando ótimas estórias.

6. Nota: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10


7. Deixe um recado para os futuros leitores desse livro

As melhores fragrâncias vem nos menores frascos, certo? Bem, com essa dupla de pequenos e incríveis contos da Sylvia Day, só passo a acreditar ainda mais nessa frase. Nada de Gideon ou Eva, mas novos personagens e enredos que conseguem te ganhar em menos de sessenta páginas. Seja no natal ou em qualquer outra data.

"'Você não vai me fazer mudar de ideia, Jake".
"Não, disso eu nunca fui capaz." Ele a segurou pela cintura. "Mas posso fazer você lembrar do que está perdendo'". (Pág. 95 - Sangue e Rosas)


Beijos!
Aline, Uma Leitora

0 comentários:

Postar um comentário

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo