Resenha de Melhor que Chocolate, Laura Florand
CampNaNoWriMo 2015: outra competição, dessa vez de escrita
The Wattys: a competição anual do Wattpad




1 de agosto de 2013

Desafio 365 Dias de Filmes: Minha Mãe É Uma Peça




Minha Mãe É Uma Peça
Gênero: Comédia
Duração: 80 minutos
Ano de lançamento: 2013

Sinopse: Dona Herminia, uma senhora separada e com dois filhos Marcelina e Juliano é uma mãe hiperativa e exigente, que insiste em cuidar da vida dos filhos, mesmo eles já adultos. Após muito aprontar (de forma materna) na vida dos filhos, ela descobre o que os dois realmente pensam sobre ela e sai de casa. Acolhida na casa de sua tia Zélia, desabafa e relembra o passado divertido que a comove e também a seus filhos.

O filme é todo as atitudes da Dona Herminia e como elas afetaram a vida das pessoas a sua volta, principalmente seus filhos. Com a imagem de "mãe chata", Herminia se vê menos importante do que a atual esposa de seu ex-marido, a quem seus filhos gostam e se inspiram. Em um dos passeios com seu pai, os dois acabam expressando sua opinião sobre a forma como sua mãe interfere em sua vida e as situações constrangedoras que ela os fez passar. Ao ouvir isso, Herminia parte sem avisar para onde, deixando seus filhos mal acostumados famintos e com o passar dos dias, solitários.

Gostei muito do filme. Paulo Gustavo trabalhou tão bem, que mal lembrei que ele era um homem! Todos os atores lidaram muito bem com a mente masculina atrás de Dona Hermínia, baseada em uma outra mãe tão especial para o autor: a sua própria! Que é um primor e me lembrou muito as mulheres da minha família. Todas as mães tem um pouco de Dona Herminia e muitos adolescentes já sofreram com as cobranças e atos de seus familiares, na época em que tudo significa passar vergonha diante dos amiguinhos (fase fail). 


Apesar de fazer Marcelina e Juliano passarem por poucas e boas, fiquei com muita tristeza pela forma como no início, logo após serem deixados sozinhos, sem comida e notícias, ele relutam em procurar por ela. Mas passando o drama da ofensa com a opinião dos filhos, o filme é recheado de comédia limpa, tanto atual, quanto lembranças de Hermínia e seus filhos. E o final é um misto de risadas e lágrimas, uma mãe que queria ser ouvida por seus filhos, finalmente sendo e em grande estilo e passando a ouvir e auxiliar outras mães de forma bem excêntrica. A Dona Herminia pode não ser o retrato perfeito e enquadrado das mães, mas representa muitas ao passar por cima das decepções que seus rebentos lhe causam e voltar a se preocupar e amá-los da mesma forma. 



Agradeço aos criadores de "Minha Mãe É Uma Peça" pelo presente que é assistir um filme de comédia nacional sem se sentir constrangido ou mal pelo humor sujo que permeia qualquer forma de comédia hoje em dia. O filme ganhou muitas estrelas só por este quesito, afinal não há nada pior do que piadianhas de mal gosto e um humor tão pesado, que acaba sendo dispensável (e também porque eu amo o trabalho do Paulo Gustavo). 

Avaliação: ★★★★★

E para quem gostou do filme, o ator, diretor e produtor Paulo Gustavo anunciou que "Minha Mãe É Uma Peça" terá continuação em 2014!  O roteiro ainda não foi escrito, mas segundo o ator, está todo na cabeça e já está encaminhado para mais uma rodada de Dona Hermínia nas telonas. 

“A ‘Mãe’ vai ter uma continuação. A gente filma em março do ano que vem. O roteiro já está na cabeça e devemos seguir com o mesmo elenco, com toda certeza. Ainda não escrevemos nada, mas está tudo encaminhado", revelou.


Assistam, vale muito a pena! Risadas, humor saudável e uma bela lição de moral a todos os filhos, com aquele molejo e carinho das mães brasileiras.

Beijos!
Aline, Uma Leitora

8 comentários:

  1. Vi esse filme ontem e achei muito bom.
    Vi com a minha mãe e com meu namorado, e o mais legal de tudo é que nós lembrávamos de alguma situação que tinha acontecido conosco.
    Ri muito com a cena da boate de pijama e com o final onde aparece a verdadeira dona Herminia.
    Já estou ansiosa para continuação.
    Beijinhos
    http://llaranjas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Morrendo de rir com os gifs
    hahahahaha
    vou ver o filme depois \o
    Estou comentando e seguindo, pelo "projeto Com amor por favor, sem flash!"
    Beijinhos,
    Paula
    http://psicosedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    kkkk os gifs ficaram ótimos ^^
    Amei seu blog e que pena que não vim antes...desafio de 365 dias de filme?
    Bom,perdi os outros )=
    Parabéns.
    bjs
    Tamires C.
    http://de-tudo-e-um-pouco.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. nossaaa, tô vendo todo mundo falar bem desse filme, acho que vou ter que assistir.
    amei os gifs, esse do café é bem a minha cara hasuahsuas
    beijocas <3

    ResponderExcluir
  5. Quero assistir esse filme logooooooooo
    Precisando dar umas risadas boas!!

    Adorei a dica!

    Bjkasssssss

    Lelê Tapias
    http://topensandoemler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu sabia que esse livro era baseado numa peça, mas como não moro nas rotas de teatro e tal, eu nunca vi. Para falar a verdade, eu só fui conhecer esse ator com o trailer do filme, que ainda não vi. Quero ver, pois sua resenha me deixou curiosa, isso e o trailer.

    Muito bom quando um filme nacional não deixa a gente constrangido para assistir com a família, gostei.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  7. Eu não sou muito fã de filmes brasileiros, mas esse parece ser muito legal!
    http://entrefraseserabiscos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Eu adorei esse filme porque tem comédia e drama nos momentos certos. O ator que interpreta a mãe está sensacional!
    Beijos
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo