Resenha de Melhor que Chocolate, Laura Florand
CampNaNoWriMo 2015: outra competição, dessa vez de escrita
The Wattys: a competição anual do Wattpad




17 de julho de 2013

Séries: Lost Girl


Sinopse: Após ser expulsa por sua família adotiva, Bo Dennis parte sozinha em busca de sua verdadeira identidade. De uma espécie que não sabe identificar e com poderes longe de serem controlados, esbarra em um mundo desconhecido pelos humanos, comandado por uma espécie chamada Fae, onde seres poderosos de bem e do mal lutam entre si por poder. Acolhida por eles, ela tenta superar um segredo do passado e seguir em frente, atrás de sua família biológica, de quem herdou seus misteriosos poderes.


Lost Girl tem como foco a personagem Bo, uma súcubo, que após se deixar levar por seus poderes, acabou por prejudicar sua imagem como "reles humana" e foi expulsa de casa por seus pais adotivos. Começando a seguir sua vida sozinha, Bo se alimenta da energia sexual dos humanos para continuar vivendo e buscando respostas para sua origem e por ser tão diferente dos humanos com quem havia convivido. Até que é descoberta pelos Fae, seres que são da mesma raça, mas que possuem diversos poderes e que são divididos entre Faes da Luz e Faes das Trevas. Bo, com sua personalidade difícil, fica conhecida entre eles, após recusar escolher um lado e viver de acordo com suas próprias regras. Por suas escolhas autênticas, os dois lados enxergam nela uma grande fonte de poder para conquistarem permanentemente o trono da raça. 

Comecei a acompanhar Lost Girl na primeira temporada, mas meio que a deixei de lado. No início, ela me lembrava um pouco a série Grimm, com efeitos especiais ruins e alguns Faes com poderes realmente sem noção. Isso foi me desmotivando e só a retomei agora e agradeço por isso. Foi uma evolução muito boa, tanto do enredo, que abasteceu a raça com novos personagens e novos dons fantásticos, quanto dos personagens, que amadureceram, tomando seus cargos para proteger seus queridos e sua raça. Com muito mais ação, comédia, mistério e com alguns grandes segredos finalmente sendo revelados, a série me fisgou de jeito novamente. 

Kenzi

A Bo é uma personagem muito especial. Apesar de ser "fora de padrão", ela não é do mal, é justa, solicita e ama de paixão os Faes da Luz que a acolheram e Kenzi, sua melhor amiga gótica e humana (e a segunda melhor personagem da série na minha opinião) que conheceu pouco antes de mergulhar nos mistérios de sua raça. As duas passam a morar juntas e conseguir apoio uma da outra, quando a situação fica ruim entre a súcubo e seus casos de amor. Bo e Kenzi abrem uma espécie de dupla de investigação de casos fae tanto entre os humanos, como entre os de sua espécie. 
Kenzi disputa o prêmio de melhor personagem com Dyson, metamorfo que se apaixona perdidamente por Bo, Trick, dono de um bar Fae e grande conselheiro e Lauren, médica humana que trabalha para o Ash, lider dos Faes da Luz e também se apaixona por Bo. 
O enredo se entrelaça entre os dilemas de da personagem principal e a luta por poder entre os dois lados, que fazem de tudo para terem Bo consigo e fortalecer seu lado para a inevitável guerra entre espécies. Mas não se deixe enganar! Lost Girl também tem uma grande dose de humor, com alguns personagens chave, como Kenzi e Vex e situações em que Bo e os outros são colocados.



Por incrível que pareça, eu consegui ter raiva de quase todos os personagens em algum momento da série, menos da Bo. Ela sacrifica sua felicidade sem pensar duas vezes se for para ajudar algum de seus amigos. Ela não é nem um pouco egoísta e isso atrasa um pouco algumas revelações, já que sua vida está sempre de lado para resolver casos e ajudar aos outros. Já na terceira temporada, que acabou recentemente, as respostas começam finalmente a chegar e tornar a situação ainda pior. Inúmeras ameaças colocam todos em risco e sacrifícios são feitos por todos para que consigam manter este mundo oculto em controle e para proteger Bo de suas buscas, que a levam cada vez mais em direção ao perigo.

Hale e Dyson

Ficou curioso? Espero que sim, porque Lost Girl vale muito a pena. Como qualquer início, pode parecer estranho, mas a vida de Bo e de todos que a cercam se entrelaçam formando uma trama difícil de não gostar. Amor, sacrifício, segredos, ambição, enrolados em poderes fascinantes e personagens cativantes.


Beijos!
Aline, Uma Leitora

2 comentários:

  1. Nossa, eu to precisando assistir mais essas séries, todo mundo comentando, falando bem e eu aqui, me sentindo perdido, rsrsrs. Seu texto ficou ótimo, de verdade!

    Abraços!!

    http://pecasdeoito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Acredita que descobri essa série essa semana, e já assisti o 1o episodio e adorei. Irei acompanhar!

    http://www.lostgirlygirl.com

    bjos

    ResponderExcluir

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo