Resenha de Swag, Cambria Hebert
Resenha de Séries: Eyewitness
Resenha de Seduzida Por Um Guerreiro Escocês, Maya Banks




7 de julho de 2014

Opinião de Uma Leitora à Gringa: Lick, Kylie Scott


Lick (Stage Dive #1)
   Autora: Kylie Scott
   Gênero: New adult
   Páginas: 286
   Sinopse: Acordar em Vegas nunca foi para ser desse jeito.
Os planos de Evelyn Thomas ara celebrar seu aniversário de vinte e um anos em Las Vegas eram grandes. Gigantes. Mas ela nunca planejou acordar no chão de um banheiro com uma ressaca que rivaliza com a praga negra, um cara tatuado, super atraente e seminu e um diamante em seu dedo grande o suficiente para assustar o King Kong. Se ela ao menos pudesse lembrar como tudo isso aconteceu.
Uma coisa é certa, estar casada com o filho favorito do rock'n'roll será com certeza, uma corrida selvagem.


1.   O que achou do livro?

Primeiramente, deixando clara a minha decepção. A tradução do inglês para Lick, título desse adorável livro é "lamber". Olhe para essa página, leia a sinopse e tenho certeza  que sua mente vai pender para o lado mais lascivo da coisa. Porém, Lick na linguagem musical consiste em um uma curta série de notas que é usada em solos e linhas melódicas. Bata aqui (o/) se você prefere o primeiro significado. E não se preocupe, temos dele nessa leitura também.

Intenso e pesado, de uma maneira nova. Lick é um romance encorpado, que se destaca por seus problemas. Não a doce euforia de um amor, mas o caos que ele traz. Os sonhos brilhantes de um matrimônio e suas responsabilidades. O abandono de um homem e uma garota insatisfeitos com suas vidas e as consequências que esse ato falho lhes trouxeram.
Nessa leitura não há descanso, só muitos ataques de nervos e poucas brechas para nos apaixonarmos pelo lado feliz de David, Evelyn e o restante dos integrantes da Stage Dive. O ponto de partida do enredo foi uma jogada inteligente. Quem nunca se meteu em uma roubada por causa de uma bebidinha a mais? Ambos bêbados, uma jovem garçonete e o filho favorito do rock ‘n’ roll se casam e no dia seguinte, como seguir normalmente com a vida? Ambos não tinham essa resposta e com o acréscimo de nenhum deles estar satisfeito com suas vidas, decidiram ver no que dava. Por esse motivo é difícil encontrar um balanço entre essas páginas. Evelyn não conhece o homem com quem se casou e por quem vem lentamente se apaixonando, portanto tudo são surpresas. Descobertas, tanto sobre o amor, a vida entre casal e também os segredos que colocaram esse novo mundo de possibilidades a baixo, nocauteando a paixão entre os dois a cada nova revelação.
Lick não é um livro sexual como a maioria. Existem cenas eróticas e de ótima qualidade, todavia, percebi que a cada cena dessas, a autora desviava o foco para encontrar e resolver alguma das falhas de seus personagens, não se apegando a seus talentos nas cenas mais quentes. Ela tenta nos mostrar mais sobre um relacionamento sério após o auge, onde o sangue esfria e os problemas aparecem. Esse primeiro volume da série Stage Dive é sobre se tornar alguém merecedor de ser amado, mesmo que esse sentimento sendo encontrado da maneira mais insana e inesperada.

2.    Ponto alto

O encontro da felicidade no inesperado. David vivia preso na tristeza do seu passado. Esse luto lhe roubando a felicidade, a criatividade, o amor próprio. E graças a bebedeira não planejada dele e de Evelyn em Vegas, mais surpresas acontecem; um casamento, uma mulher que com sua doçura e determinação foi capaz de fazê-lo pensar em levar aquela loucura de matrimônio a sério e reviver seu coração, lhe oferecendo a oportunidade de amar novamente. Essa foi a surpresa inicial que deu liga ao enredo e foi de muita inteligência.

Deixe eu entender, você não se lembra de nada?"
"Não," Eu disse, engolindo com força. "O que nós fizemos ontem a noite?"
"Nós nos casamos." ele grunhiu."

3.    Ponto baixo

Os sentimentos carregados. São poucos os momentos divertidos passados entre David e Evelyn, os risos ficaram mais por conta dos personagens coadjuvantes, como o baterista da Stage Dive, Mal. Passada a loucura inicial com o casamento no auge do goró, os sentimentos embaralhados, perguntas sem respostas e os segredos do passado deixam a leitura pesada. Bastante tristeza, saudades e remorso, até o amor vencer suas barreiras. Pendo mais para o lado da diversão, acabei sofrendo um pouco com essas questões, deixando a leitura um pouco de lado.

4.    Qual o seu personagem favorito?

Mulheres fortes e apaixonadas não são qualificadas só por aguentarem tristezas e seguirem em frente com seus amores. Aí tem muito de ficar do lado de quem você ama, lutar, defender e confrontar e a Evelyn fez tudo isso e muito mais. Ela não sabia o que era ser amada até acordar com um anel de diamante da Cartier no dedo e um cara lindo e tatuado do seu lado. E então ela evoluiu mais do que um Pokémon. Lutou por respeito, lutou contra os malefícios de se envolver com um rock star, lutou para ajudar David a vencer os fantasmas de seu passado, lutou por seu amor e por sua dignidade quando ele foi ameaçado. E no final, lutou pelo que queria, ficar para sempre ao lado do seu marido. Foram as escolhas da Ev que deram movimento ao livro, moldaram com muito talento cada parágrafo e quando tem mulher no comando, só se pode esperar muitas dúvidas e só uma certeza, muito amor.

"Mas eu casei com você, Evelyn, porque você faz sentido para mim. Nós fazemos sentido. Nós somos muito melhor juntos do que separados".

5.    Qual a crítica/elogio que daria a autora?

Crítica: Dar uma descontraída. Acho que todo livro precisa de um intermédio da felicidade para continuar acontecendo. O conquistar e perder de Ev a todo momento se torna desgastante e não é bacana continuar a ler um livro sabendo que isso continuará acontecendo. Eu adorei Lick e continuarei a acompanhar a série Stage Dive, mas esse livro não foi um dos meus favoritos.
Elogio: A mudança na postura dos rockstars. O restante da banda possui os estereótipos de roqueiros devassos, mas logo o guitarrista tendo uma personalidade tão ímpar foi bastante arriscado e bem sucedido. O David é um sonho, esse livro é o que toda fã de qualquer banda de rock assinaria embaixo para acontecer em suas vidas (fãs no caso, eu) e a série pro-me-te. A Kylie é uma ótima autora, que arrasou na pesquisa para a criação de cada personagem, sempre nos dando dicas e imagens para cada um deles e as situações criadas no livro. Não sei muito sobre os próximos personagens, mas creio que o climão pesado de responsabilidade e medo do desconhecido que permeou Lick, não será tão forte neles.

6.    Nota: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

7.    Deixe um recado para os futuros leitores desse livro

E se você acordasse casada com o guitarrista de matar da sua banda de rock favorita? Tudo seriam flores, não é? Talvez não.

"Ele me tratava como se eu fosse preciosa. Como uma boneca chinesa. Uma com quem ele aparentemente podia fazer sexo selvagem em certas ocasiões".

"Eu preciso de calcinhas novas e um transplante de coração".

Foi a Evelyn que disse isso aí em cima, mas cabe perfeitamente para a minha situação pós-Lick. 

A sequência da série Stage Dive já foi lançada nos EUA. "Play", o segundo livro da série traz a história do baterista Mal e "Lead" é o terceiro contará a história do vocalista da banda, Jimmy e já está em pré-venda na Amazon, com lançamento marcado para 29 de julho.

Beijos!
Aline, Uma Leitora


0 comentários:

Postar um comentário

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo