Resenha de Melhor que Chocolate, Laura Florand
CampNaNoWriMo 2015: outra competição, dessa vez de escrita
The Wattys: a competição anual do Wattpad




5 de outubro de 2013

No Meu Player #9 Never Shout Never




Alguns dizem que é emo, alguns dizem ser power pop, e outros dizem ser indie rock. O que eu digo é: vale a pena conhecer o Never Shout Never, seja a banda o que for!

Mais uma vez o LastFm agiu na minha abstinência de bandas novas e há muito tempo atrás, logo após o lançamento do primeiro álbum, o Never Shout Never. Com um som gracinha e um vocalista mais gracinha ainda, logo escalou até o meu player e lá ficou até hoje. O Never Shout Never teve uma evolução visível, de letras mais românticas e melodias calminhas, para algo mais maduro, letras com mais consistência e significado e melodias mais grudentas (de forma deliciosamente positiva, pessoal) e mais fáceis de agradar a um público maior. O Chris Drew, vocalista da banda cresceu, mas continua a maior fofura do planeta, com seu jeitinho todo especial e com uma evolução pessoal e profissional bem legal. Eu preferia a banda nos moldes antigos, indie rock bem tranquilo, aquela banda para ouvir e relaxar, mas não posso negar que a mudança foi boa. 

(Jeitinho especial, porque o Chris antigamente só cantava descalço, é vegetariano e cristão).


Conheça mais sobre a banda

Christofer Drew Ingle vocalista da banda Never Shout Never (Joplin, Missouri, 11 de Fevereiro de 1991) é um cantor e compositor de folk e música acústica, dos Estados Unidos. Chris lançou seu primeiro EP intitulado NeverShoutNever! em 2007, tendo já lançado sete até o momento. Vencedor de apenas um prêmio, um MTV U Woodie Awards ganho em setembro de 2009, tendo logo depois fechado contrato com a Sire/Wea, e lançando seu álbum de estréía What Is Love? em 26 de Janeiro de 2010. O álbum estreou na posição #24 da Billboard 200 vendendo 14 mil cópias na primeira semana, e recebendo críticas negativas, em média de 5 pontos. Seu segundo álbum Harmony foi lançado em 24 de agosto do mesmo ano, pela Sire/Wea Records estreiando na posição #13 da Billboard 200 vendendo 25 mil cópias em sua primeira semana. E em 4 de abril de 2011 Chris lançou sua primeira complilação entitulada Year One anunciada como seu último trabalho como Never Shout Never.
2011: Year One e Time Travel : Em 4 de abril de 2011 Chris lançou sua primeira complilação intitulada Year One que reune as principais canções dos álbuns antriores, e foi anunciada como seu último trabalho como Never Shout Never, porém o cantor desmentiu esse rumor e pretende continuar com o antigo nome, porém com uma banda completa, Hayden Kaiser, Taylor MacFee, além de Christofer. Em 2011 os fãs também receberam a triste noticia de que Caleb Denison estava saindo da banda. O último álbum da banda chamado "Sunflower" foi lançado em 2013.


Álbuns

SunFlower (2013)
Indigo (2012)
Time Travel (2011)
Harmony (2010)
What Is Love? (2010)


Top 5

1. What Is Love?


E eu sei que sua vida é um inferno puro
Você acorda cedo e trabalha até
Você beber às 5 horas
As horas se misturam e seus pensamentos
Assombram todas suas esperanças, seus sonhos
Seu tudo
Bem, mamãe, eu espero
Eu sonho que você não vai embora.


2. New Sound


Leve-me para o lugar a minha alma reside, não importa se é certo ou errado


3. Losing It


Eu sabia que eu só tinha dezesseis
Mas eu pensava que eu a amava
E que duraria para sempre

Mas se eu pelo menos soubesse
Que ela não era verdadeira
Como ela pôde fazer isso comigo?


4. Wild Child


Quero que você me queira, você sabe que você pode me ter
Quero que você me queira, mas baby eu posso ter você?
Eu preciso de você eu preciso de você, então baby me dê tudo
Eu preciso de você, criança selvagem!


5. Jane Doe


Bom querida, eu... estou muito atraído,
E terrívelmente convencido
De que você poderia ser minha amante,
Mas eu acho que eu perdi minha chance...
Você me teve à primeira vista ...
Ohh, minha Jane Doe.


Never Shout Never nas redes sociais



Sim, pessoal. Essa criança toda tatuada é dona dessa voz suave e de muitas boas e tristes histórias que acabaram por se transformar em música. No primeiro álbum, o Chris transformou muitas de suas decepções e anseios em letras, - como na da música "Losing It", que pelo trecho e melodia já dá pra notar que é super triste - então o clima era bem mais melancólico e apaixonado, já nos tempos atuais, podemos encontrar traços de amadurecimento na estrutura da banda. Fico um pouco chateadinha, porque o que mais me apaixonava era o Chris a forma autêntica como as músicas eram criadas, agora sinto um foco maior na comercialização, o que fez uma parte da essência desaparecer. Entretanto, aqui estou eu, ainda caída de amores por esse banda! Pra quem curte indie rock, dos bem leves, vai adorar Never Shout Never.


Beijos!
Aline, Uma Leitora

2 comentários:

  1. Não conhecia essa banda ainda. Mas achei legal o som.
    Infelizmente o sucesso acaba tirando um pouco da essência do inicio. Mas o fans sempre continuam firmes e fortes.. hehe

    Beijos,
    Bell

    http://contosdoguerreiro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Aline, sua linda! Muito obrigada por me apresentar uma banda tão boa! Sou apaixonada por sons mais calminhos assim, e tô amando as músicas da Never Shout Never <3 Gostei muito das de número 2, 3 e 5. Muito gostosinhas! Vou ouvir sempre, com certeza!

    Beijinhos! www.primeiro-livro.com

    ResponderExcluir

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo