Resenha de Swag, Cambria Hebert
Resenha de Séries: Eyewitness
Resenha de Seduzida Por Um Guerreiro Escocês, Maya Banks




14 de agosto de 2013

Quotes da Semana #3


Olá pessoal! Muito tempo sem movimentar os quotes da semana e peço desculpas por isso! Bem, mas o que importa é que voltamos e com muito amor pra expressar. Estes na verdade são os quotes da semana passada que resolvi postar hoje, no momento estou lembro "Príncipe Sombrio", da Christine Feehan e primeiro livro da série Cárpatos, lançado aqui no Brasil pela Universo dos Livros. O livro é uma massa de sentimentos intensos, desde os piores como a violência, até os mais escaldantes, como a paixão possessiva. Aconselho um leque para todos que se aventurarem pelos mistérios dos Cárpatos, porque o calor é grande. Então, a frase escolhida da semana foi desse livro e pro incrível que pareça, não é de amor e sim do estado de nossa querido Mikhail Dubrinsky ao início do livro.



Quote Literário: Príncipe Sombrio, Christine Feehan

A dor tomava conta dele. Mikhail levantava a cabeça e urrava de dor como o animal ferido que era. Não suportava mais ficar sozinho. E mesmo assim, como podia sentir dor? Ou tristeza? Porque nas últimas horas ele havia sentido um desespero tão absolutamente quando não conseguia sentir nada? Estava finalmente perdendo a cabeça e a esperança?

Na verdade, a questão não era estar sozinho, mas estar solitário. Era possível se sentir solitário em meio a uma multidão, você não acha?


O início do livro já é bastante rápido, a autora já te joga no turbilhão que é a vida de Mikhail e da dor que pungente que ele sente por estar tanto tempo sozinho. Da mesma forma que ele sofre intensamente, ele se entrega a seus diferentes sentimentos da mesma forma, sem temer ser inundado por eles. Meu coração ficou partido, juro, um nó se formou em minha garganta e foi impossível desgrudar os olhos desse livro e de não torcer do fundo do coração por um amor grande e curador pra esse homem. Um ótimo livro, com uma intensidade que você nunca viu!


Quote Musical: OneRepublic - Counting Stars


Eu poderia mentir, poderia mentir, poderia mentir
Tudo o que me mata me faz me sentir vivo

Ultimamente, eu tenho, eu tenho perdido o sono
Sonhando com as coisas que poderíamos ser
Mas, baby, eu tenho, eu tenho me esforçado,
Eu disse, não contaremos mais dólares
Nós estaremos contando estrelas

Não consigo expressar o quão apaixonada eu estou por essa música. Sabe quanto sua vida está um turbilhão de informações e acontecimentos e você precisa parar e pensar um pouco, reavaliar o que é realmente importante pra você? Pois então, aperte o play. A letra é linda, o verdadeiro viver a vida da forma mais simples e mais feliz possível, sem se importar com as pessoas ou em se esforçar demais para ser melhor que os outros. É A MUSICA de se ouvir enquanto olha para as estrelas pela janela ou para o mar, onde você respira fundo e se sente realmente bem consigo mesmo. Bem, é o efeito que tem em mim e espero que seja o que tenha em você, porque é revitalizante! Se apaixonem e indiquem a todas as pessoas a quem você quer bem!


Espero que tenham gostado e eu adoraria conhecer os seus quotes da semana! Alguma indicação? É só comentar!

Beijos!
Aline, Uma Leitora

0 comentários:

Postar um comentário

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo