Resenha de Melhor que Chocolate, Laura Florand
CampNaNoWriMo 2015: outra competição, dessa vez de escrita
The Wattys: a competição anual do Wattpad




26 de junho de 2013

Opiniões de Umas Leitoras: O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares

Olá, pessoal! Tudo na paz? Hoje tem mais um "Opiniões de Umas Leitoras" e este livro entrou para as minhas "Melhores Leituras de 2013". Quer conhecer mais? Então vem!




O Orfanato de Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares
Autor: Ramson Riggs
Editora: LeYa
Páginas: 335

Sinopse: Tudo está à espera para ser descoberto em O orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares, um romance inesquecível que mistura ficção e fotografia em uma experiência de leitura emocionante. Nossa história começa com uma horrível tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para crianças peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo – por mais impossível que pareça – ainda podem estar vivas. 



Jacob, um garoto que não se encaixava em sua própria vida, entra em colapso após presenciar a morte sem explicação de seu avô, Abraham. Todos tentam lhe convencer de que a causa dela foi racional, mas o garoto viu uma cena bem diferente. Como último pedido de seu avô, ele parte para para o Reino Unido, para a ilha pequena e misteriosa de Cairnholm onde o seu avô foi criado, mas não espera dar de cara com as estórias fantásticas que seu avô lhe contava em sua infância. Muito menos que todas elas fossem verdade.



Opinião de Uma Leitora chamada Aline Azevedo (eu)

1. O que achou do livro?

Sinceramente, quando eu peguei o livro, não imaginava que poderia ser uma leitura tão diferente e cativante, o livro em si parece te fazer mergulhar numa fenda do tempo e só sair quando já o terminou de ler. Me surpreendi com a facilidade que o Ransom Riggs tem em narrar o sobrenatural, um impossível que se encaixa tão bem no mundo real, que nos faz voltar ao tempo de infância, onde imaginávamos se os seres peculiares dos contos poderiam existir de verdade. Uma deliciosa viagem de volta a infância, tanto do leitor, quanto dos personagens. Cheia de descobertas fantásticas, batalhas, amor e um companheirismo comovente. Amei de verdade!

2. Ponto alto (momento favorito)

Na verdade são dois (deu empate) Logo no final, quando Jacob entende que ele pertence aquele lugar, com aquelas crianças e que eles precisam um do outro para se manterem protegidos. O contentamento, as vezes, pode ser triste, mas neste caso, achei comovente. Um passo de verdadeira coragem do personagem principal. E na primeira vez em que Jacob vê a saraivada de bombas explodindo, a forma como ele descreve os olhar fascinado das crianças em uma situação tão crítica, foi muito bonita. Como elas transformaram algo que prejudicou a todos, em um motivo de alegria e fascinação.

3. Ponto baixo 

Quando a Bronwyn enterra o Victor. Meu coração partiu quando soube de sua história e a Bronwyn ter dado este passo, mostrou como o Jacob iniciou uma nova fase na vida de casa criança do orfanato, deixando o tempo estagnado para trás e seguindo para novas descobertas e novas batalhas.

4. Qual o seu personagem favorito? 

Bem, é difícil, já que cada um tem um papel muito importante da estória, mas eu simpatizei bastante com o Millard. Adorei esta coisa toda inteligente e como ele parece, mesmo que indiretamente, o "homem responsável" do lar.

5. Qual crítica e elogio daria ao autor?

Não consigo encontrar uma crítica pra este livro. Foi uma leitura diferente, tudo o que aconteceu não era nada do que eu esperava que acontecesse e esse foi o ponto chave da estória para mim. O Ransom foi impecável, um livro assustador e apaixonante ao mesmo tempo, cheio de fotografias que te causam desmaios de medo ou felicidade por conhecer o rosto de cada criança. E acima de tudo, a questão do preconceito, que entra de forma tão inovadora no livro e é tratado de forma tão delicada, mas que continua um assunto tão real nos tempos atuais. Lindo, assustador e comovente.


6. Nota: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

7. Deixe um recado para os futuros leitores deste livro

Não, este não é um livro de terror, muito menos um romance. Drama? Talvez, mas antes de tudo é uma lição sobre tolerância, amor e amizade. E como as nossas fantasias e alegrias de infância devem ser mantidas intactas, mesmo em nossa fase adulta. Apaixonante de uma forma não convencional e encantador de uma forma imperfeita. 



Uma Leitora chamada Bruna Oliveira

1.  O que achou do livro?

Achei o livro muito interessante, ele é do tipo que você não consegue parar de ler. 


 2. Ponto Alto (momento favorito)

Gostei da reviravolta em torno do psicólogo. 

3. Ponto Baixo

 Achei o romance um pouco desnecessário.

4. Personagem Favorito

 Millard.

5. Qual crítica e elogio daria ao autor?

O livro poderia aprofundar um pouco mais no passado das crianças, mas foi bem dividido.

6. Nota: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

7. Dê um recado para os futuros leitores desse livro

Se você está procurando um livro de terror, esqueça esse livro, mas se você procura uma história diferente e cheia de mistérios, eu super recomendo esse livro.



Uma Leitora Chamada Luana Pessoa

1. O que achou do livro?

Confesso que no começo fiquei um pouco receosa, gosto de imaginar os personagens e pensei que as fotografias limitariam isso, mas mesmo assim a curiosidade me pegou. Ainda bem! As fotos se encaixam perfeitamente e ao invés de atrapalharem minha imaginação, só a instigou mais. Ajudam bastante no ar misterioso que o livro tem. Fiquei encantada pelas crianças peculiares, meu desejo de poder entrar na história e conhecê-las perdura fortemente até hoje. Foi tudo muito bem elaborado, explicou perfeitamente todo esse mundo em que entramos no livro. Terminei minha leitura com aquela sensação triste, mas ao mesmo tempo maravilhosa, quando nos deparamos com o final de um bom livro: sem chão por ter acabado e encantada por ter participado, mesmo que apenas como leitora, de todo aquele mundo.

2. Ponto alto (momento favorito)

Tenho tantos momentos favoritos nesse livro, mas acho que o que mais gosto é quando ele finalmente conhece as crianças. A imagem de Jacob dentro do orfanato olhando pela janela as crianças peculiares brincando no quintal, foi o momento em que respirei fundo e me dei conta de que ia mergulhar de cabeça na magia do livro.

3. Ponto baixo 

O início do romance de Jacob e Emma me pareceu um pouco precipitado. Eu, que não sou uma grande fã de “romances perfeitos”, me senti um pouco desconfortável com a rapidez que as coisas caminharam nesse aspecto. Levando em conta que Emma foi um amor do próprio avô de Jacob, acho que ele deveria ficar mais receoso do que ficou. Ele “cedeu” muito rapidamente, a meu ver.  

4. Qual o seu personagem favorito?

Eu alimentei um carinho muito grande por cada criança peculiar do livro, não conseguiria escolher uma só. Todas tiveram sua importância, faltaria algo se por acaso excluísse uma delas. Você cria um amor por todas elas, pela personalidade de cada uma, pela peculiaridade de cada uma. Enfim, sou incapaz de escolher porque meu “personagem favorito” é o grupo das crianças ao todo.

5. Qual crítica e elogio daria ao autor?

Elogiaria sem dúvidas a sua originalidade. O livro supera as expectativas, surpreende o leitor. Talvez pela aparência e todo o mistério ao redor, a grande maioria espera uma história de terror. Você pensa que as crianças peculiares irão te assustar e não te conquistar, da forma como acontece tão naturalmente. É uma surpresa extremamente boa quando um livro supera tudo o que você imaginou a respeito dele e Ransom Riggs consegue, com extrema capacidade, fazer isso.

6. Nota: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

7. Deixe um recado para os futuros leitores deste livro

Podem imaginar o que quiserem sobre o livro, duvido muito que vão conseguir adivinhar do que se trata. Mesmo que eu pudesse explicá-lo, ainda seria uma grande surpresa ao lerem. Ele realmente vai pegá-los e surpreendê-los. Leiam cada página com muito carinho, aproveitem cada momento da leitura de vocês, pois quando acabarem vão sentir muita falta das crianças peculiares. 



Quer uma leitura que te surpreenda? Então adquira rapidinho seu exemplar de O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares!


Boa a semana a todos!

Beijos!
Aline, Uma Leitora



0 comentários:

Postar um comentário

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo