Resenha de Melhor que Chocolate, Laura Florand
CampNaNoWriMo 2015: outra competição, dessa vez de escrita
The Wattys: a competição anual do Wattpad




14 de fevereiro de 2013

Opiniões de Umas_Leitoras: The Blessed, Tonya Hurley




Após um looongo tempo sem opiniões, aqui estamos nós novamente, prontos para convencê-los com nossas opiniões persuasivas (ou não).
E dessa vez, trago um livro que não é só um rostinho capa bonita e que me surpreendeu com sua qualidade e inovação em enredo, que é The Blessed, da Tonya Hurley. A Tonya já é super querida pelo fãs, por sua série Ghostgirl, com características sombrias, escrita bastante descritiva e personagens cativantes, acabou por ganhar outros milhares de fãs com The Blessed. Por o livro ter sido lançado a pouco tempo, não consegui encontrar muita pessoas que o leram, mas tenho certeza de que as opiniões reunidas neste post o ajudarão muito a decidir entre lê-lo ou não.

Opinião de Uma_Leitora chamada Aline Azevedo eu

1. O que achou do livro?

Um ótimo livro, porém de uma forma muito diferente. Não era o que eu esperava, nada já visto em qualquer outro livro.
Um enredo completamente novo. Nada de cópias adaptadas de outros livros. Uma combinação de religião, fé e acontecimentos incríveis que o levam um desfecho ainda mais surpreendente. Estou completamente chocada com The Blessed, de uma forma inteiramente positiva. Achei o início um tanto tedioso, muitas perguntas, um monte de afirmações sem sentido e agora me arrependo de ter demorado tanto para lê-lo. Não sei como a Tonya conseguiu reunir fatos tão assustadores com uma áurea religiosa, sagrada, bonita e não ter ficado estranho.Um dos melhores livros que já lí e com certeza, estará nas minhas melhores leituras do ano! (Me segurando pra não soltar spoilers)

2. Ponto alto (momento favorito)
O capítulo 16. Não posso contar muito, apenas que é assustadoramente chocante e esclarecedor. É o divisor de águas para as meninas, o que fez elas acreditarem em tudo o que Sebastian dizia a elas. Por favor, eu fiquei físicamente cansada após este capítulo, é incrívelmente horripilante.

3. Ponto baixo 
O Dr. Frey não ter morrido no final. E o começo, que achei um pouco lento, quem não tem força de vontade pode até parar de lê-lo por conta dos primeiros capítulos.

4. Qual o seu personagem favorito?

Eu gosto bastante da Agnes. Acho a personalidade pura e sonhadora dela um encanto, mas também gosto bastante da Cecília, ela é muito determinada e um força necessária no grupo que se formou. 

5. Qual crítica e elogio daria a autora?

Apenas elogios! Fiquei impressionada, pois não é apenas um enredo parecido com todos os outros, com personagens bonitos e um romance avassalador. Gostei de The Blessed, porque não necessita destes quesitos para ser um livro maravilhoso, envolvente e que faz falta quando você termina de ler. O assunto foi bem estudado, acho também que a forma como a Tonya descreve alguns trechos, como "O Lamento de Lucy", é muito bonita, além da capa e da arte nos inícios de capítulos e em alguns trechos pessoais dos personagens. A Tonya ganhou meu coração e aguardo anciosamente novos trabalhos dela.

6. Nota: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

7. Deixe um recado para os futuros leitores deste livro

Gente, não é só a capa que é linda! Uma história de grandes sacrifícios, amor verdadeiro e personagens que encontram força e determinação um no outro para concluírem um objetivo maior. Revelações e final chocantes. E nem é a Bílbia, ok? Não esperem, deixem-se levar por este livro e por todos os mistérios que rondam Agnes, Cecilia, Lucy e Sebastian. Boa leitura!



Opinião de Um_Leitor chamado Leo


1. O que achou do livro?

Um livro diferente, e interessante - beirando o polêmico. 


2. Ponto alto (momento favorito)

As cenas de ação do final, embora não tenham pé nem cabeça. 


3. Ponto baixo

O diálogo e o comportamento das protagonistas no final do livro, que não condizem com a personalidade apresentada ao longo da história.


4. Qual o seu personagem favorito?

Talvez a Lucy (a garota da capa). 


5. Qual crítica e elogio daria a autora?

Elogiaria a autora por todo o jogo político e social que ela apresentou na história, embora poucos serão inteligentes o bastante para juntar os pontos e perceber isso. Uma crítica, é a instabilidade dos personagens no final, que não condizem com o que ela trabalhou ao longo do livro. 


6. Nota: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 


7. Deixe um recado para os futuros leitores deste livro.

Prestar muita atenção na mensagem que a autora deixou (intencionalmente ou não), é algo bem interessante. 



Opiniões de Uma_Leitora chamada Natasha Guerreiro Moreno
Blog da Nathasha: Dama da Cartola


1. O que achou do livro?

Eu fiquei abismada com o The Blessed. Suponho que a palavra que o descreve melhor é bizarro, totalmente intrigante. Há um lampejo ali de ação, fé e filosofia que eu nunca li em nenhum outro livro. Ele mesmo tem personalidade e, como marcou presença como qualquer história deveria marcar, acho que a escritora cumpriu seu objetivo.


2. Ponto alto (momento favorito)

Quando os personagens estão em uma igreja, reunidos e discutindo. Há bastante piadas e tensão, então é bem incrível. Sem falar que eles tiveram que ficar aprisionados por uns 3 dias por conta de uma tempestade horrorosa que passou pela cidade e, quando eu estava lendo, os rumores do fim do mundo e que haveria um apagão por 3 dias estavam densos. Aquilo me assustou, porque foi muita coincidência.


3. Ponto baixo

O início do livro. Fica bem vago como o mocinho se relacionou com as garotas, presas em um hospital no mesmo dia e na mesma hora. Achei que poderia estar melhor...


4. Qual o seu personagem favorito?

Cecília, porque ela tem um quê de fragilidade, de inocência.. E ao mesmo tempo é forte, daquele tipo que nunca sucumbe ao medo. Ela é incrível.


5. Qual crítica e elogio daria a autora?

Elogio.. Seria que se ela queria passar emoções ao leitor, ela conseguiu.
Crítica.. Usar palavras mais fáceis hahahaha


6. Nota: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 


7. Deixe um recado para os futuros leitores deste livro.

Estejam cientes ao começar a ler que de maneira nenhuma, The Blessed é um livro comum. Se pensarem assim, ficarão tremendamente arrependidos. Ajam como se ele fosse uma ponte bamba e você teria que andar por ela até chegar ao outro lado da montanha. É um livro bom, de verdade, com tanto mistério envolvendo religião, psicologia e romance, que você se afeiçoa pelos personagens.


Moças e moços, leiam tanto The Blessed, quanto a série Ghostgirl! A Tonya é um primor!

Beijos
~Aline

4 comentários:

  1. Wow, eu acho essa capa muito bonita e a história tem um quê dark que me chama atenção. Quero muito ler!

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Capa linda, e a história me cativou, está na lista de compras :D Ótimo blog ;)

    www.booksandmoviesandthings.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá ... adorei o seu blog :) eu te indiquei para uma TAG ... veja em http://annybooks.blogspot.com.br/

    Com amor,
    Anny

    ResponderExcluir
  4. Oii!Tudo bom?
    Lembra de mim, lá do Endless Poem?
    Achei muito divertida essa sua ideia de postar comentários de mais de um leitor sobre o livro, gostei mesmo! Parabéns pelo blog!
    Tô de volta com um post novo muito bacana sobre As Vantagens de Ser Invisível
    e um texto meu em homenagem a alguém muito especial!!
    Dá uma passadinha por lá e confere! Pode puxar um assunto e contar o que achou!
    Também confira nossa política de parcerias, quem sabe não nos tornamos boas amigas?

    http://endless-poem.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

 
♥ Theme por Yara Lima, do Dear Maidy, exclusivo para Romantic lit © 2015 • Todos os direitos reservados • Topo